Conversion Hero

8 dicas para futuros freelancers online

Há algum tempo falei aqui no blog sobre as desvantagens de ser um freelancer e mais tarde viria a escrever um artigo sobre as vantagens de se ser um freelancer.
Na verdade e independentemente destes dois factores de peso, ser-se um Freelancer requer entre muitas coisas, uma auto-disciplina elevada e um rigor igualmente aprimorado.
Hoje vou escrever algumas dicas e ideias base para quem pretender tornar-se um freelancer online, mas também para todos aqueles que pretendem trabalhar por conta própria ou viver de rendimentos passivos na internet, por exemplo.

working alone
“Freelancing” – Imagem por theo79

Eu trabalho por conta própria há alguns anos, e como freelancer há um pouco menos. Algumas destas ideias são obviamente básicas em determinados pontos da vida de um freelancer, mas outras nem por isso. Especialmente atenção quando se pensa que a vida de freelancer é ter tempo para tudo, trabalhar pouco e ganhar muito. Obviamente que isso é uma ideia completamente errada. Na verdade considero que seja mais ou menos o oposto.

[1] Focar naquilo que realmente interessa
Para todos aqueles freelancers que trabalham em áreas como o webdesign, programação, escrita de conteúdos, fotografia, jornalismo, etc., um factor extremamente importante é o foco naquilo que realmente interessa, e naqulilo que realmente tem valor.
Aceitar todo o tipo de trabalhos irá originar dois grandes problemas: o primeiro é que estará a comprometer-se com muitos clientes ao mesmo tempo, e o segundo é o facto de provavelmente não conseguir lidar com isso tudo, apresentar trabalhos de menor qualidade, e ao mesmo tempo aceitar propostas de valor baixo, que lhe ocupam muito tempo e lhe trazem pouca rendibilidade.
Se o seu talento é fazer blogs, desenhar blogs ou programar blogs, então que seja só isso.

[2] Sentido de negócio apurado
Existem dois tipos de freelancers a meu ver: aqueles que têm grande conhecimento, e aqueles que são grandes gestores/empresários. Estes últimos na verdade, utilizam o seu sentido de negócio para prevalecer e dominar o mercado e os clientes. Por muito bom que um freelancer seja, se ninguém o conhecer ou contratar, de pouco valerá o conhecimento técnico.
Tente aprender um pouco mais sobre gestão empresarial e comercial, e saiba como atrair os seus clientes e acima de tudo, angariar proposta de valor acrescentado, que o façam trabalhar 40 horas por semana e ganhar muito dinheiro, do que trabalhar 80 horas por semana para ganhar muito dinheiro.

[3] É tudo uma questão de números, right?
Um dos grandes problemas que muitas pessoas têm ao equacionar viver como freelancer, é o facto de se questionarem sobre muitas coisas, nomeadamente: “como é que vou pagar o seguro de saúde?”, “como é que vou pagar ao estado?”, “como é que vou criar uma conta reforma?”, etc, etc, etc.
Na verdade é tudo uma questão de números e de gestão. Faça alguns telefonemas, saiba de antemão os valores de todas essas perguntas, elabore um ficheiro Excel e defina quanto precisa ganhar por mês, para pagar as suas despesas fixas e viver com alguma qualidade. A resposta possivelmente não é assim tão negra como o cenário que tinha pintado inicialmente.

[4] Poucos clientes, mas bons!
A grande chave do freelancing está claramente nos clientes e nas relações que é possível criar com eles. Os seus bons clientes, são a sua porta de entrada para a estabilidade e para o desenvolvimento continuado de projectos. Foque-se em criar uma relação de qualidade com os seus clientes chave.
A ideia não é evitar novos clientes, é trabalhar bem aqueles que tem, e aproveitar os tempos mais livres para aceitar novos trabalhos e novos clientes.

[5] O cliente nem sempre tem razão, é verdade!
O Freelancing tem uma grande vantagem, que é o facto de ser você a decidir com quem trabalha. Se por vezes o cliente A é aquele que lhe está a pagar as contas, no futuro pode não ser. Se a sua experiência com o cliente A se for degradando e você chega à conclusão de o dinheiro que ele paga não é o suficiente para o ter de aturar, mude de cliente. É simples.

[6] Tempo é dinheiro. Faça um plano de gestão.
Um dos problemas que muitos freelancers sentem, é o facto de não terem auto-disciplina. Trabalhar em casa é extremamente propício ao relaxar, ao dar uma pausa, ao parar para beber café, ao parar para navegar nuns websites engraçados que encontrou, etc, etc, etc. As distrações são na realidade tantas, que é necessário ter um grande auto-controle.
Faça do seu estilo de vida um estilo como se estivesse efectivamente numa empresa. Você começa a trabalhar às XX horas, pausa das XX às XX e volta a trabalhar das YY às YY. Defina horários e um calendário rigoroso, caso contrário irá efectivamente produzir menos, e isso irá reflectir-se nos ganhos do final do ano, ou então no verão, quando necessita de mais dinheiro para umas férias e aparece o seguro do carro para pagar…

[7] As necessidades dispensáveis
Quando se trabalhar a partir de casa, há efectivamente muitos factores que têm pouco interesse, especialmente se você não sair de casa. Cartões de visita são um desses factores certamente. Eu ainda não tenho cartões de visita por exemplo, e na realidade nunca precisei deles para conseguir efectivar aquilo que necessitava.
O mesmo se aplica a computadores xpto, secretárias, impressoras, softwares e outros produtos que você não deverá comprar, até que seja mesmo necessário.
Por vezes quando um profissional se inicia no mercado do freelancing, tem tendência em adquirir coisas que na realidade não irá necessitar. Guarde o dinheiro para coisas realmente importantes.

[8] Os amigos, família e contactos
Por vezes a vida de freelancer é ingrata. O negócio não está a prosperar como devia, o dinheiro que cai na conta é também escasso e por vezes a dificuldade aperta. No entanto, nunca se esqueça que poderá ter na mão os contactos e os novos amigos que fez, que certamente irão ver valor em si no dia em que precisar de uma porta aberta.
Ainda que isso não aconteça, você terá sempre a sua familia e amigos de sempre, para o apoiar nos momentos mais díficeis e complicados. A vida de freelancer é mais simples do que na realidade se imagina, e da um gozo enorme.
A grande chave de um freelancer de sucesso, é o seu nível de optimismo! Seja optimista e viva a sua vida e o seu trabalho com um grande prazer e uma grande vontade de fazer sempre mais e melhor! Os resultados surgem depois, com toda a naturalidade possível…

[Conclusão]

Estes são apenas alguns pontos e ideias básicas que considero extremamente importantes para quem pretende ser freelancer, ou mesmo para quem já o é. Um dos grandes problemas é que existem sempre muitas distracções ao seu redor, nomeadamente o MSN, os Emails, páginas Web, telefones, Skype, televisão e tudo o resto. É importante definir prioridades, e principalmente definir a altura em que é para trabalhar, e a altura em que é para brincar.
Se por ventura tiver a possibilidade de ingressar no mercado como freelancer, não pense nisso duas vezes!

Até Já!


Se gostou deste post, considere subscrever o nosso RSS Feed Completo!
Ou então Subscreva o Fique Rico por Email!

Artigos
Relacionados

Rede Escolas Plus

  • Psicologia

    Artigos sobre Psicologia, Motivação e muito mais, de uma forma prática e simples que lhe permitem melhorar a sua vida pessoal e profissional.

  • Criatividade

    Melhore a sua Criatividade através de tutoriais de desenvolvimento web, webdesign, dicas de inspiração, e muito mais.

  • WordPress

    Torne seu WordPress numa verdadeira máquina com nossos artigos, templates exclusivos, plugins e tutoriais totalmente em português.

  • Freelancer

    Arrisque em sua carreira de Freelancer seguindo nossas estratégias, dicas e recomendações, e leve seu negócio ao sucesso já hoje.

  • Apostas

    Gostava de ganhar dinheiro com seus palpites sobre esportes? Siga nossos tutoriais e dicas sobre como fazer apostas esportivas.