WiNNER

Os PopUps não são intrusivos…funcionam!

O título deste artigo “Os PopUps não são intrusivos…funcionam!” foi o título de um dos slides da nossa palestra “Como Viver de Blogs” que fizemos no passado fim-de-semana na Conferência Ser Freelancer. O tema PopUps é normalmente um tema bastante complicado de abordar, isto porque existem obviamente opiniões para tudo e nem todos os blogueiros e webmasters são a favor da utilização dos referidos PopUps.

No rescaldo da nossa palestra, o usuário Xico, respondeu com o seguinte comentário: “Justificar algo pelo simples facto de funcionar será algo perigoso, ainda para mais vindo de alguém que se toma por professor. Se eu montar uma banca na rua a vender caricas provavelmente não conseguirei vender nenhuma, no entanto seguindo o princípio do autor, se eu ameaçar as pessoas que passam com uma pistola para me comprarem caricas, tudo bem, porque … funciona!”. Obviamente que ninguém deste lado se toma por professor, porque o nosso conceito educacional é um conceito que visa a troca de conhecimentos entre os autores e os leitores, e segundo, a comparação não é possível, do nosso ponto de vista, porque ninguém é obrigado a subscrever o blog através do PopUp, ao contrário do exemplo dado pelo colega.

Posto isto, achámos que seria interessante falarmos um pouco sobre a abordagem a ter com um PopUp, porque na realidade eles não são intrusivos, funcionam! Mas só funcionam se existir uma estratégia de marketing e promoção correta em torno do mesmo, caso contrário, poderá ser um autêntico “calcanhar de Aquiles” em blogs bem estabelecidos e com um forte crescimento.

OFEREÇA ALGO EM TROCA DA SUBSCRIÇÃO

Por mais óbvio que possa parecer, um leitor sente-se muito menos tentado a reclamar de um PopUp se este por ventura lhe oferecer alguma coisa em troca dessa subscrição. É um processo natural: você dá algo de qualidade ao leitor e o leitor em troca subscreve essa newsletter. Esta é chamada da situação win-win, em que ambas as partes ganham alguma coisa.

Muitos blogueiros utilizam estratégias de captura de contatos erradas e/ou na sua grande maioria das vezes numa situação win simples, em que os próprios querem capturar os endereços de contato dos seus leitores e visitantes, mas não oferecem nada em troca. Embora em alguns casos funcione, a verdade é que se você pretende construir uma audiência funcional e interessada no seu produto, seja ele um blog, um site, ou outro, você tem obrigatoriamente de oferecer algo em troca.

No nosso caso concreto, aquilo que oferecemos é um Ebook de qualidade, com mais de 90 páginas que têm como objetivo ajudar qualquer blogueiro a planejar corretamente o seu caminho desde um desconhecido a um problogger. Este Ebook Grátis sobre Como Criar um Blog, tem atualmente mais de 11,000 downloads, os quais provam a sua competência e qualidade, gerando mais interesse e procura junto da nossa audiência. No entanto, se este nosso PopUp não estivesse oferecendo algo em troca da subscrição, o mais provável era que os nossos índices de crescimento estivessem bastante abaixo do que acontece. Este incrível PopUp que utilizamos chama-se PopUp Domination.

PERMITA QUE O POPUP SEJA ENCERRADO

Existem alguns tipos de usuários que adotam estratégias de marketing um pouco mais agressivas, não permitindo que os seus leitores encerrem o PopUp a não ser claro, que o subscrevam. Há inclusive vários tipos de PopUps que ao invés de usarem um botão em formato de cruz para encerrar o PopUp, colocam apenas uma linha de texto que diz “Não, não pretendo aderir a essa oferta”, sendo que o usuário se não clicar nesse texto, o PopUp não encerra.

Neste exemplo da Groupon Portugal, podemos ver um link de texto que diz “Já estás registado?” no qual o usuário terá de clicar na fechar o PopUp de subscrição, caso contrário, ou terá de subscrever o site, ou encerrá-lo, pois não existe mais forma nenhuma de ir diretamente para a homepage do site.

Pois bem, tanto num caso como no outro, esse tipo de estratégia é exageradamente agressiva. Não existe necessidade de forçar o usuário a subscrever a newsletter, até porque o objetivo da angariação de subscrição passa por angariar usuários interessados em seguir as postagens e conteúdos do seu blog. Forçando-os a fazer isso, você está automaticamente a reduzir o nível de qualidade e interesse do seu banco de dados. Procure utilizar uma ferramenta como o PopUp Domination, para que os seus usuários possam confortavelmente encerrar o PopUp e apenas aderir a ele quando acharem que vale realmente a pena. Não force essa subscrição, até porque você não tem necessidade disso.

UTILIZE O POPUP DOMINATION

Já experimentámos várias soluções de PopUp ao longo dos últimos 3 anos, e a única que realmente funcionou para nós foi o PopUp Domination. A taxa de crescimento de novos subscritores disparou abruptamente e ainda hoje o nosso crescimento continua bastante acelerado, com uma média diária em torno de 100/150 novos subscritores por dia (entre ativos e não ativos).

Por um preço simbólico de apenas $47 dólares, você pode adquirir o PopUp Domination, o qual inclui dezenas de cores e formatos disponíveis para você utilizar em seu blog. Já explicámos também, num artigo com vídeo-aula sobre o PopUp Domination, como configurá-lo para o máximo desempenho sem seu blog.

Deixe-me dizer-lhe uma coisa: Não vale a pena você ir correndo procurar uma solução de PopUp gratuita só para não ter de investir $47 dólares no PopUp Domination. Isto porque, nenhuma outra solução do mercado produz os resultados impressionantes que esta produz. O PopUp Domination tem o sucesso que tem, simplesmente porque funciona e produz resultados incríveis em termos de taxas de conversão de tráfego em subscritores do blog. Não acredita? Então leia essas matérias:

NÃO USE UM POPUP SE NÃO TEM NADA PARA DAR EM TROCA

Outro erro que normalmente é cometido pelos blogueiros, é utilizarem por exemplo o PopUp Domination, mas não oferecerem nada em troca. Conforme referimos anteriormente, é muito importante que você coloque a balança com o mesmo peso em ambos os pratos, ou seja, você oferece algo aos seus leitores, e os seus leitores em troca subscrevem a sua newsletter. Se você não oferecer nada, porque razão os seus leitores haverão de subscrever o seu PopUp?

Os PopUps funcionam tanto melhor, quanto melhor for a oferta que você tem para os seus usuários. Se por ventura ainda não tem nada para lhes oferecer, evite colocar um PopUp em seu site. Aprenda primeiro como escrever um Ebook em 4 semanas e depois estratégias de marketing para promover o seu Ebook. Se pretende fazer algo como fizemos com o nosso Ebook Grátis, considere ler este artigo: Como lançámos um Ebook que foi descarregado 2200 vezes em 48 horas.

PROGRAME CORRETAMENTE O SEU POPUP

Muitos blogueiros que utilizam soluções pouco profissionais para apresentarem os seus PopUps aos seus usuários e leitores, normalmente não têm acesso a opções de configuração e/ou as opções que têm são extremamente curtas. No entanto, o PopUp Domination oferece uma grande quantidade de opções de configuração, que lhe permitem especificar o intervalo de dias para a amostragem do PopUp, qual a acção que o usuário deve desenvolver para que o PopUp apareça, entre muitas outras disponíveis.

Uma correta configuração do PopUp Domination permite-lhe tornar o seu PopUp menos intrusivo e aborrecido para quem visita o seu site ou blog, e ao mesmo tempo manter os níveis de conversão elevados. Se por ventura estiver tentado a utilizar outras opções de PopUp disponíveis no mercado, nomeadamente opções gratuitas, tenha em consideração que nenhuma delas oferece o nível de otimização e estilização que o PopUp Domination oferece. E isso, traduz-se nos resultados.

NÃO USE OUTROS TIPOS DE POPUPS

Na nossa última palestra, fomos confrontados com um usuário que havia testado um PopUp em seu site e o mesmo não tinha surtido o efeito desejado, alegando portanto que os PopUps não funcionam. Isso não é verdade! Os resultados da utilização de um PopUp estão dependentes da estratégia e inteligência da campanha em si. Além disso, experimentar PopUps além do PopUp Domination normalmente significa que os resultados ficarão bastante abaixo do esperado, porque nenhum outro sistema de PopUp converte tão bem quanto este (e nós já testámos imensos).

Além disso, se pretende que o seu PopUp converta o máximo de usuários possível em subscritores do seu blog, você deverá aliciá-los e oferecer-lhes algo em troca dessa subscrição. Não recomendamos o PopUp Domination simplesmente porque sim e/ou porque queremos ganhar comissões sobre a recomendação dele. Recomendamos o PopUp Domination porque ele realmente funciona e é uma solução MUITO melhor do que as demais presentes no mercado.

OIÇA OS SEUS LEITORES E VISITANTES

Outro aspecto importante, mesmo para quem decide utilizar o PopUp Domination é ouvir os leitores e visitantes. Se você utiliza um sistema de PopUps e está constantemente a receber tweets ou emails dos seus usuários indicando que o seu PopUp é aborrecido e/ou intrusivo, então você terá forçosamente de adaptar a sua estratégia de captação de contatos. Se por ventura usar o PopUp Domination, poderá simplesmente alargar o número de dia em que o PopUp é apresentado ao mesmo usuário, tornando a sua navegação menos intrusiva, o que invariavelmente se traduz em menos reclamações.

ANALISE CORRETAMENTE AS MÉTRICAS

Dependendo do sistema de captura que você utiliza para seus subscritores, seja o Feedburner, o PTSenderAweberMailchimp ou outro, você deverá analisar sempre os resultados que o seu PopUp está produzindo. Obviamente que nem todos os PopUps funcionam, e nem todas as estratégias são as mais corretas. Foi precisamente com tentativa e erro que chegámos à conclusão de que a nossa estratégia com o PopUp Domination era simplesmente arrasadora!

Atualmente estamos crescendo cerca de 100/150 novos subscritores por dia, sendo que antes de começarmos a usar o PopUp Domination nosso crescimento não ia muito além de 50/60 por dia. Nosso gráfico do Feedburner representa bastante bem o crescimento que tivemos, mas acima de tudo a audiência que está lendo nossos emails, clicando em nossos links e visitando o nosso blog.

Outro aspecto interessante e importante para nós e analisarmos o desempenho de nossos subscritores também em nosso Google Analytics e compreendermos quais as matérias que trazem mais gente dos emails para o blog, quais os artigos que geram mais cliques e uma série de outras métricas importantes. Isso ajuda-nos a compreender também se a estratégia que estamos usando com o PopUp Domination está correta e trazendo subscritores de qualidade, interessados naquilo que temos para oferecer.

OS NOSSOS RESULTADOS COM O POPUP DOMINATION

Conforme mostrámos em nossa palestra, o nosso crescimento ao nível de subscritores tem sido simplesmente galopante e a um ritmo exageradamente alto. Mas esse ritmo deve-se precisamente ao facto de estarmos oferecendo um Ebook Grátis em troca da subscrição usando o PopUp Domination.

 

Conforme podemos analisar nos gráficos, a 12 de Novembro do ano passado, nós tínhamos cerca de 7,282 subscritores. Para conseguirmos chegar a essa meta, nós precisámos de cerca de 32 meses! No entanto de Novembro até hoje, precisámos de apenas 4 meses para duplicar esse valor e chegar aos 14,321 subscritores! Este crescimento não aconteceu por acaso, mas sim porque usámos o PopUp Domination e todas as estratégias de que falámos em cima.

Com estes resultados apenas podemos referir que efetivamente os PopUps não são intrusivos, funcionam! Se você tiver bons conteúdos, conteúdos de qualidade e que ajudem seus usuários e leitores a realizarem as tarefas e a atingirem os objetivos e metas que desejam, seu PopUp não será um problema, muito menos um entrave ao crescimento de seu blog!

E se pretende usar um PopUp, invista $47 dólares na compra do PopUp Domination, porque ele é de facto uma ferramenta indispensável a qualquer blogueiro que se preze!

E VOCÊ, USA POPUPS EM SEU SITE?

Deixe os seus comentários acerca da matéria e da nossa opinião sobre os PopUps. A nossa experiência diz-nos que funcionam, mas obviamente que existem experiências completamente contrárias. Participe e comente!

Até Já!

Artigos
Relacionados

Comentários (52) Interações no Twitter (15)

Gostou desse artigo?

Partilhar Comentar

Tweetar Artigo

  • Eder

    Paulo,
    Mais um ótimo artigo!
    Eu também utilizo Popups em meus projetos e o retorno é muito bom, mas como você, também procuro oferecer algo em troca, e até agora(mais de 6 meses de uso) não recebi nenhum feedback negativo.

    07/04/2011

    Responder
    • Olá Eder, obrigado pelo comentário! Quando se oferece algo em troca da subscrição, o usuário não fica tão melindrado com o PopUp. Isto acontece porque se criar uma situação win-win em que ambas as partes ganham algo. Felizmente também não temos reclamações, o que nos deixa bastante confortáveis para continuarmos a trabalhar com qualidade e oferecendo algo que nossos leitores desejam, em troca da subscrição e confiança dos mesmos.

      Abraços

      07/04/2011 Paulo Faustino

      Responder
  • xico

    De volta ao que disseste no outro artigo:

    OS POP-UPS NÃO SÃO INTRUSIVOS, FUNCIONAM!

    Duplicámos o nosso volume de subscritores muito rapidamente com a ajuda deste sistema de PopUp, e por essa razão consideramos que ele não é intrusivo, mas sim que funciona!


    O que eu coloquei em “causa” não foi se os pop-ups são intrusivos ou não, mas sim o simples facto de fazeres uma afirmação (“OS POP-UPS NÃO SÃO INTRUSIVOS”) e o único argumento que consegues colocar sobre a mesa ser: funcionam!
    Se os pop-ups são ou não intrusivos é uma questão completamente diferente da questão de os mesmos funcionarem ou não.
    A questão de funcionarem ou não, podemos deixar para outras núpcias, que mesmo assim não é assunto pacífico, sendo que admito que por regra funcione.
    Sobre a questão de ser intrusivo ou não, a discussão pode ser um pouco mais longa e em nada depende de funcionarem ou não.
    A questão de ser intrusivo é uma questão “ética” e não de rentabilização, e foi isso que te quis tentar transmitir. Não podes responder a uma questão “ética” com uma resposta de rentabilização, senão entramos no exemplo que te dei, não tenho a mínima duvida que venderia caricas na rua se tivesse uma arma na mão e ameaçasse quem não me as comprasse. O meu “negócio” melhorava? Sim, logo seria “ético” ameaçar as pessoas para me comprarem caricas.
    Se é intrusivo ou não?
    Acho que só se pode responder a esta pergunta individualmente e não como uma resposta ampla. Até porque provavelmente a questão (ou afirmação, neste caso) não está bem colocada. “as pop-ups não são intrusivas” é bem diferente de “as pop-ups do escola dinheiro não são intrusivas”.
    (a partir daqui a minha opinião)
    As pop-ups são intrusivas ou não consoante o uso que lhe damos, logo podem ou não ser intrusivas.
    Vamos pegar no teu caso:
    Podemos considerar que não são intrusivas, pois só aparecem uma vez, até possuem uma coockie associada para não aparecer se já me tiver sido mostrada, etc, etc.
    No entanto:
    - eu digito o endereço directamente no browser, logo já conheço o site e desta forma se eu quisesse ter assinado a newsletter já o teria feito.
    - eu até já sou assinante da newsletter e cada vez que venho aqui levo com a pop-up.
    Isto não é ser intrusivo? Na minha opinião é!
    Podes-me responder que são coisas mínimas, são-no pois, mas isso não significa que por serem mínimas deixe de ser intrusivo (na minha opinião).
    Se e dos casos mais gritantes? Não, não é. Mas não e por isso que deixa de ser intrusivo (na minha opinião).
    Agora outra(s) pergunta(s):
    Deves deixar de usar?
    Não, claro que não, no entanto pelo menos não deveria ser mostrada quando o acesso é directo.
    Se as uso nos meus sites?
    Não, prefiro fazer as coisas de outra forma com os mesmos ou melhores resultados.
    Conclusão:
    No teu caso considero a pop-up intrusiva pois ela não consegue distinguir visitantes de leitores.


    Prontos, vá la, já tens o mote para o próximo post “visitantes versus leitores”.
    (Não é uma critica, é um desafio) Sempre quero ver que links lá metes.

    07/04/2011

    Responder
    • Olá Xico, obrigado pelo comentário! Acho que você está a confundir aqui uma série de coisas: primeiro falo da minha experiência profissional e segundo fui obviamente sensacionalista com o intuito de chamar à atenção dos leitores. E sim, logicamente que para nós o PopUp funciona, por todas as razões que apresentámos neste artigo.

      É óbvio que o PopUp ainda assim pode ser considerado intrusivo, mas é necessário ter em consideração o volume de reclamações também. Felizmente não temos reclamações dos nossos leitores, temos um volume de subscrições bastante grande e ainda oferecemos o nosso Ebook em troca dessa subscrição. Isso para nós significa que efetivamente o PopUp não é intrusivo, é algo que agrada à grande maioria dos leitores, porque todos eles têm interesse em efetuar o download do Ebook.

      Mas concordo com algumas das coisas que disse, embora cada caso seja um caso ;) No nosso, consideramos que o nosso PopUp tem muito mais coisas boas do que negativas e o feedback da comunidade tem sido fantástico ;)

      Abraços

      07/04/2011 Paulo Faustino

      Responder
    • Xico,

      Em primeiro lugar, penso que devemos tentar perceber o que as pessoas querem dizer com as palavras, pois nem tudo é preto e branco. Quando o Paulo fala em intrusivo, refere-se ao fato de as pessoas deixarem de visitar o blog porque ele tem um pop-up. Basta pensar um pouco para perceber isso. Ora, se as visitas não descem e se os subscritores aumentam, ele acaba por não ser intrusivo. Os leitores dão mais um passo antes de lerem os textos? Dão sem dúvida. Deixam de ler os textos porque têm de dar mais esse passo? Sem dúvida que não. Aliás, ao você ler o texto provou que ele NÃO é intrusivo. Respondeu por si.

      Quanto ao fato de comparar um pop up com uma pistola é no mínimo..intrusivo. Pois essa comparação impede sim de ter um raciocínio lógico. É o mesmo que comparar salários de políticos com um gestor, como muitos jornais fazem. É comparar o imcomparável.

      Espero ter esclarecido a sua dúvida Xico =)

      08/04/2011 Luciano Larrossa

      Responder
      • Alguns pontos prévios:
        1 – Eu não disse que os pop-ups eram intrusivos, mas sim, que na minha opinião são intrusivos. E também disse que não considero este caso o mais flagrante.
        2 – não disse nunca que não deveriam ser utilizados, e neste caso concreto até posso concordar com a sua utilização (não da forma como está).
        3 – eu não comparei os pop-ups ao caso das caricas e da pistola, mas sim, o argumento utilizado para defender cada um dos casos.

        Posto isto,

        Claro que cada um de nós pode dar um significado diferente à palavra intrusivo, no entanto esta não deixa de ter o seu significado mediante o que nos dá jeito.
        Algo ser intrusivo significa que esse algo se intromete entre nós e o nosso objectivo de um modo artificial, isto é, sem que tenha algo a ver com caminho que temos de percorrer para atingirmos o nosso objectivo.

        Penso que todos nós (de uma forma lógica , hi hi) admitimos que não se pode justificar algo só pelo simples facto de funcionar (foi esta a razão que me levou a escrever).

        Agora há um argumento novo (que me deliciou):


        Os leitores dão mais um passo antes de lerem os textos? Dão sem dúvida. Deixam de ler os textos porque têm de dar mais esse passo? Sem dúvida que não. Aliás, ao você ler o texto provou que ele NÃO é intrusivo. Respondeu por si.


        Afinal dão mais um passo, logo … ok, não vou por ai ;)
        Agora o facto de eu ler o texto provar que não é intrusivo é simplesmente genial.
        Quer dizer então que todo e qualquer obstáculo que se coloque a qualquer pessoa é justificável se a pessoa conseguir (puder, quiser, etc.) ultrapassar o obstáculo.
        (Já que se falou em políticos e pelos vistos e de difícil compreensão que não estou a comparar situações mas sim argumentos, vou inventar um novo exemplo)
        Imaginemos que os políticos (governo) decidem duplicar todos os impostos, este aumento é justificável se … as pessoas continuarem a pagar. Claro que as pessoas vão continuar a pagar, pois o seu objectivo é não ter dívidas ou problemas com o fisco.
        Fantástico, genial, só espero que o Luciano não vá para político.

        Pera aí, não sou só eu:

        Gabriel:
        “Mas não concordo que não sejam intrusivos. Eu particularmente acho o pop-up do Escola Dinheiro extremamente chato. E o pior q demora um pouco pra carregar. Assim que carrega já fecho ele.”
        Adailto:
        “Há alguma funçao no popup , que conheça meu email , porque toda vez que eu acesso o escola tenho que colocar meu email”
        Livros grátis:
        “Pessoalmente não gosto deles e me incomodam porque sempre me obrigam a fechá-los.“

        Sei que esta conversa é perfeitamente dispensável num site como este, nem sequer ia responder de novo até ver a resposta do Luciano.
        Acho que até já o Paulo admitiu que são intrusivos:
        ”fui obviamente sensacionalista com o intuito de chamar à atenção dos leitores”
        “consideramos que o nosso PopUp tem muito mais coisas boas do que negativas e o feedback da comunidade tem sido fantástico ;)”

        Conclusão (minha)
        É um facto que o “raio” dos pop-ups são chatos e logo intrusivos e de uma forma especial (perigosa) para os leitores e nem tanto para os visitantes.


        Virando a agulha:

        Para mim a questão não é se são ou não intrusivos (são-no, ponto final), mas sim de que modo podemos minimizar esse facto.
        Temos de ter em especial atenção os nossos leitores, e é possível tecnicamente minimizar a intrusão em relação a estes.
        Não sou “marketter”, mas sim webdeveloper. Não utilizo nenhum “software” de pop-ups, tenho um próprio, deste modo não sei se esses “softwares” permitem ou não distinguir leitores de visitantes, mas o que posso dizer é que nos poucos casos que utilizo este sistema tento (nunca é perfeito) mostrar uma única vez a pop-up a cada leitor, sendo que posso mostra-lo de novo de x em x tempo (logicamente aos visitantes é sempre mostrado). No meu caso eu consigo ainda mais, em relação aos leitores eu consigo distinguir aqueles que assinaram a newsletter (neste caso) e aqueles que ainda não assinaram (com alguma fiabilidade, já que não é possível em 100% dos casos).
        Como o Paulo referiu temos de ter em atenção os resultados/benefícios que a utilização deste tipo de “intrusões” acarreta. A quantidade/qualidade de informação disponível no escoladinheiro facilmente leva os leitores a ultrapassar a “chatice” de ter de fechar uma pop-up cada vez que vão ao site, no entanto para outros sites esta “chatice” pode ser mais um grão que leve os leitores a deixar de visitar um site.

        Por outro lado:
        Queres mais um argumento para o facto de termos de ter cuidado em utilizar pop-ups?
        Ando nisto da Internet há mais de duas décadas, assisti ao nascimento de imensas técnicas de “intrusão” e assisti também à “morte” de todas elas. Na minha opinião a “morte” destas técnicas não foi devida à técnica em si mas devido à sua má utilização, especialmente ao seu abuso.
        Mesmo que a técnica não morra, como todos sabemos muitos utilizadores já são “cegos” em relação a muita coisa nos sites e o abuso leva a que cada vez mais utilizadores se tornem “cegos”.


        Este aspecto de os utilizadores se tornarem “cegos” não é também de menosprezar.
        Vamos lá ver:
        Um dos “estudos” que fiz levaram-me a concluir dois aspectos distintos:
        1 – Um visitante raramente faz a acção (neste caso assinar a newletter pela pop-up) se a acção lhe for “exigida” na primeira página que vê num site.
        2 – Um visitante raramente executa a acção se já a recusou.
        Dito de outra forma (utilizando o caso da pop-up):
        - Os visitante tornam-se “cegos” à (mesma) pop-up depois de a fecharem a primeira vez.
        - A taxa de acções de visitantes aumenta se a acção for “exigida” à terceira ou quarta página que o visitante vê.

        Se isto pode ser extrapolado para todos os sites? Não, não pode.
        O meu “estudo” foi feito para um site mais ou menos do mesmo género do escoladinheiro (não do mesmo nicho) onde por natureza do assunto do site existem menos “cegos”.



        abraço

        09/04/2011 xico

        Responder
      • quando referi:
        "– A taxa de acções de visitantes aumenta se a acção for “exigida” à terceira ou quarta página que o visitante vê."
        Logicamente seria "número de acções" e não "taxa de acções", visto o importante ser o número e não a taxa. A taxa neste caso será pouco importante pois a amostra é diferente.

        09/04/2011 XIco

        Responder
  • Edivaldo Weller

    Parabens, Paulo pelo belo artigo ! no caso do blog escoladinheiro.com aparece somente na entrada do site, e não o periodo que se permanecem no site, o que é o caso de alguns sites que ficam aparecendo a cada 5 minutos...

    eu acredito no poder dos PopUps... Eles realmente fucionam quando usado de maneira certa: sem exagero !

    Ps.: é o caso deste blog... usa sem exagero !

    08/04/2011

    Responder
  • Divulgar site

    Com certeza eu uso. Acredito que uma lista de e-mail autorizada é a melhor forma de divulgação que um blog pode ter. Só que não uso o popup domination e sim o plugin maxblogpress, que é gratuito.

    08/04/2011

    Responder
  • Gabriel

    Eu acredito que pop-ups funcionem, sim. Mas não concordo que não sejam intrusivos. Eu particularmente acho o pop-up do Escola Dinheiro extremamente chato. E o pior q demora um pouco pra carregar. Assim que carrega já fecho ele.
    Mas devem funcionar mesmo. Eu não uso, e meu blog quase não recebe visitas, hehe. Até parei de escrever...
    Mas de resto o Escola Dinheiro é excelente. Parabéns pelo trabalho.

    08/04/2011

    Responder
  • Rogério Moreira

    Boas Paulo, existe algum plugin gratuito para Wordpress que funcione da mesma maneira do POPUP DOMINATION?

    08/04/2011

    Responder
  • TudoParaEmpresas.com

    Popup que obriga a pessoa a se cadastrar para continuar é o maior tiro no pé que se pode dar. Imagina. Antes de o usuário saber se o site presta ele ja deve estar preso a ele.

    08/04/2011

    Responder
  • Adailto

    Há alguma funçao no popup , que conheça meu email , porque toda vez que eu acesso o escola tenho que colocar meu email

    08/04/2011

    Responder
  • Livros Gratis

    Olá Paulo,

    É um ótimo artigo e que, como você falou, apresenta a sua experiência com os POPUPS. Pessoalmente não gosto deles e me incomodam porque sempre me obrigam a fechá-los.

    Mas é uma ferramenta que cada um deve analisar suas necessidades e quais resultados estão esperando obter.

    Sobre o texto, apenas uma nota corretiva:
    Onde está escrito "OIÇA OS SEUS LEITORES E VISITANTES", não seria "OUÇA OS SEUS LEITORES..."

    Abraços!

    08/04/2011

    Responder
  • Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

    Grande discussão... Por acaso no passado já chateei o Paulo brevemente (espero) por causa do meu blog, que ainda continua no activo, ao fim de um ano, apesar de ser bem difícil, e devo fazer, sobre mim, uma ou duas considerações. Não comprei nunca um domínio para o mesmo, e continuo mais ou menos no mesmo esquema de cores. Fiz alguns ajustes no tema, pois os temas gratuitos são razoáveis, e são mais fáceis de ajustar, isto no Blogger.

    Sobre o tema deste texto, além do facto de os Pop-ups serem intrusivos, não é opinião, é facto, e estou com o leitor Xico sobre isto, aceito no entanto que a comparação não é exacta. Sim, funcionam, ou vender de pistola na mão pode funcionar, mas não é comparável. Até porque um pop-up, em última instância, pelo menos o da Escola Dinheiro, pode ser fechado através da página, e aí, chapéu, perde-se um leitor, mas fecha-se o intrusivo pop-up. De realçar que um leitor acrescentou um facto muito importante, que é o leitor ainda não saber se o site é bom ou não e já ter que estar ligado a ele só porque lá chegou. É que tem toda a razão. Sobre o Escola sabemos que é bom, mas tantos e tantos que fazem o mesmo e não são. Há que ter isso em consideração. É algo muito importante.

    Sobre os pop-ups ainda, aqui há um retorno, a tal situação win-win, mas mesmo assim não se saberá de antemão se o site é bom. Como já referi antes, é, mas não se deve julgar um livro pela capa, e, ainda que as opções de desactivar o pop-up existam, há que ter em conta toda a envolvência. Eu, pelo menos, achando que é eficaz, acho que o risco poderá não compensar, se bem que este caso, do Escola, é um uso extremamente eficaz e provado pelos números.

    Aliado a isto, gostava de lançar uma questão, que vi no outro dia, que ao invés de pop-ups, e sendo que este é colocado na página sem ser uma janela nova a ser lançada, portanto é código que fica embebido ou activado na página (ou assim penso, apesar de poder estar enganado, mas que duvido), que é a dos pop-under. Um pop-up, caso seja dos «normais», não destes em código, mas dos tais de janela, e poderão ser bloqueados via pop-up blocker, só que os pop-under, não sendo abertos numa janela nova, sobre a que estamos a ver, acabam por escapar a esses mesmos pop-up blockers. Ou seja, acabam por ficar no computador do utilizador.

    A pergunta que levanto é:

    -São os pop-under menos introsivos e com isso poderão ser mais eficazes?

    Isto porquê, e relacionando com o comentário acima do Tudoparaempresas.com, sobre estarmos logo ligados num site que ainad nem conhecemos, e que nos permite estar, navegar, e no fim, até já depois de fecharmos o site, visto o pop-under ter ficado numa página por baixo, não se impõe e acaba por ser menos intrusivo. Tem pontos negativos, claro, pois sendo menos intrusivo pode levar a uma taxa de eficácia mais baixa, no registo do leitor, mas não será moralmente mais ético?

    Fica a questão, o meu comentário, e já agora, sugestões para o meu blog!


    Abraço

    Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

    Bimbosfera.blogspot.com

    P.s.- Não sei se já cheguei a agradecer, mas obrigado pelo livro gratuito.

    09/04/2011

    Responder
  • Ganhar Dinheiro na Internet

    Olá Paulo,

    Parabéns pelo artigo. Como todos de grande qualidade.
    Tenho aprendido bastante com seu blog e já me considero um aluno do escola dinheiro. xD
    Em relação ao post, minha opinião é a seguinte:

    Popup não é intrusivo, desde que seja usado com bom senso.

    Já vi blog de jogos com popup pornográfico. Isso sim é intrusivo.

    A oferta do Popup deve ser altamente relacionada com o assunto em geral do blog.

    Quando você procura por um determinado assunto como por exemplo: Como criar um blog e ganhar dinheiro e caí no escola dinheiro e abre um popup oferencendo um e-book grátis relacionado ao assunto.
    Ele somente está lhe acrescentando algo e não sendo intrusivo.

    Como disse é uma questão de bom senso. Forçar o cadastro também é uma péssima idéia que resultará em muitos Alt + F4 só de raiva por se sentir obrigado.

    Ainda não uso o popup domination, uso outro, mas com certeza em breve estarei adquirindo...

    Sucesso sempre paulo!!
    Abraço...
    Rafael Freitas

    09/04/2011

    Responder
    • Só por acaso... Andamos a brincar aos cowboys? Não é intrusivo? Um pop-up não é intrusivo? Tenho que dar uma definição de dicionário para intrusivo? Claro que é, seja qual for o tema. O acto é que é intrusivo. O acto de nos aparecer algo que não desejamos é intrusivo. E pelo simples facto deste tipo de pop-ups, como o usado aqui no ED ser em código e não em janela nova, é que é menos intrusivo, pois não bloqueia o resto do sistema. Mas não deixa de ser intrusivo, pois bloqueia o acesso à página que estávamos a tentar ver.

      Deve ser de mim, mas creio que as pessoas hoje em dia andam mesmo mal informadas...

      «intrusão
      (latim *intrusio, -onis, de intrusus, -a, um, particípio de intrudo, -ere, forçar, empurrar)
      s. f.
      1. Acto! de introduzir-se (com astúcia ou violência).
      2. Usurpação.
      3. Posse ilegal.»

      Pronto, foi para tirar as dúvidas aos próximos que aparecerem a defender que não é intrusivo.

      Agora, dentro da astúcia, como é o caso aqui do ED, podemos ter situações onde ele aparece e parece menos intrusivo, lá está, de forma astuta, e por isso parece menos mal, mas não deixa de ser intrusivo.

      Serve o seu efeito, serve claramente. E é demonstrado pelos números.

      Abraço

      Márcio Guerra

      11/04/2011 Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

      Responder
      • Acredito que significados ou definições não respondem a pergunta, nem acrecentam nada a discussão. O paulo quer saber a opinião, não o significado, pois isso todos sabemos...
        O título já diz e não pergunta, mas sim afirma.
        Popups não são intrusivos, funcionam!!
        Como disse é questão de bom senso... saber usar o popup sem ser altamente intrusivo.

        Algumas pessoas podem usar popups de uma maneira intrusiva, mas nem por isso todos são.
        Não leve palavras ao pé da letra, é uma questão de boa interpretação.

        Copiar e colar um significado apenas no intuito de mostrar-se mais inteligente, não é muito sábio.

        11/04/2011 Rafael

        Responder
        • Chamar-me de burro também não é muito sábio.

          E as palavras valem o quê se sua excelência lhe resolve dar o significado que quiser? Considere então que se eu lhe chamar de «parvo» pode não querer significar «ao pé da letra» tal coisa, pois afinal copiar e colar o significado das palavras não é bem o que se pretende e as mesmas não devem ser levadas literalmente.

          Não, não é muito inteligente falar das coisas assim. Usar de bom senso não invalida que os pop-ups sejam intrusivos. São-no. Sempre. São algo que não pediu para ser executado no seu computador. Também precisa que lhe dê um significado disto ou vou ser chamado de burro, perdão, «pouco inteligente» outra vez? A não ser que «pouco inteligente» e «burro» não sejam significados na sua terra... Pode ser de mim também, claro.

          Sobre o título afirmar, só porque é afirmado, é verdade?

          Impressionante mesmo...

          Márcio Guerra

          11/04/2011 Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

          Responder
          • Desculpe mas não lhe chamei de burro, apenas falei que sua atitude não foi muito sábia.
            Você com sua inteligência que gosta de mostrar com palavras deveria saber que sabedoria é diferente de inteligência.
            Recomendo se informar um pouco mais...

            Repito, Falei que a atitude foi pouco sábia, em nenhum momento chamei de burro.
            Você que está dizendo isso...

            Há pessoas que gostam de querer mostrar inteligência com palavras difíceis. Desculpe não estou lhe ofendendo mas acho isso meio arrogante da parte de quem faz.

            Quanto aos popups, concordo com a interpretação do paulo.
            Não estou afirmando porque é afirmado, mas sim porque concordo com a idéia de que popups não necessariamente são intrusivos.

            Se você acha que ele está errado, peça para mudar o nome do artigo e da palestra para "popups são intrusivos"...

            você deveria entender o contexto da idéia e não ficar batendo a tecla no significado da palavra, isso é inútil...

            11/04/2011 Rafael

            Responder
        • Eu sei que literalmente não usou a expressão «burro», agora, não faça os outros disso, que não lhe fica bem... De si para mim não me fica bem citar um dicionário, mas dizer que por fazê-lo não é muito sábio pois é para me mostrar inteligente já o é?
          Olhe, não sei quem fez o mais recente comentário, no fim destes todos, e resume aquilo que já disse antes, «é intrusivo, mas dá resultado». O senhor é que insiste em dizer que não é intrusivo.

          Isto é não é para ser ofensivo, mas pergunto à mesma, tem olhos na cara? Como é que define algo de intrusivo, para perceber?

          Primeiro citei-lhe um dicionário e não gostou, mas se lhe citar Jakob Nielsen, um dos gurus da internet e da usabilidade já sou menos burro por isso? Ou serei mais? Seja como for, dou-lhe o link, assim o senhor decide pesquisar por si sobre ser ou não intrusivo um pop-up, «www.useit.com».

          Da minha parte assunto encerrado, nem que agora me chame «burro» com todas as letras, que não estou para isto. Lá porque é dito que não são intrusivos não quer dizer que eu concorde e dei a minha opinião já algumas vezes, não estou para me estar a repetir mais.

          Passar bem

          Márcio Guerra

          11/04/2011 Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

          Responder
          • Repito, não fiz e nem chamei ninguém de burro...
            Não vou me prolongar porque essa discussão é inútil.

            Mas só gostaria de responder a parte que você diz "o senhor é que insiste em dizer que não é intrusivo"

            Palavras do artigo Escola Dinheiro:

            "Posto isto, achámos que seria interessante falarmos um pouco sobre a abordagem a ter com um PopUp, porque na realidade eles não são intrusivos, funcionam! Mas só funcionam se existir uma estratégia de marketing e..."

            Concordo com o contexto da idéia e não me apego a definições de palavras que não levam a lugar algum.

            Da minha parte, encerrado...

            11/04/2011 Rafael

            Responder
  • XIco

    "Sim, funcionam, ou vender de pistola na mão pode funcionar, mas não é comparável."

    Mais uma vez, estou a comparar argumentos e não situações. O que há de comum nas duas situações é o argumento para justificar (funcionam).

    09/04/2011

    Responder
    • Posso não ter deixado bem claro antes, também referi que a situação não era comparável, e até que estava de acordo consigo, mas se não ficou claro as minhas desculpas.

      Abraço

      Márcio Guerra

      11/04/2011 Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

      Responder
  • Assistir Televisão

    Eu acredito que ele é sim intrusivo, mas sem duvidas alguma ele da um resultado.

    11/04/2011

    Responder
  • Tipos de Pele

    Assim que meus blogs começarem a ter um trafego razoável, começarei a fazer testes com popups!

    01/05/2011

    Responder
  • Iúri

    Olá Paulo,

    Eu particularmente não gosto de pop-ups. Acredito que se ele for mostrado num blog/site na primeira visita, ou for exibido a cada N visitas, tudo bem. O problema é que o pop-up é mostrado sempre quando um blog é visitado.

    É claro que isso (ainda) não foi motivo suficiente para deixar de visitar um blog, mas eu acho intrusivo.

    Devido a toda polêmica levantada aqui, fiz um post com uma pesquisa de opinião, que pode ser vista em http://dicasdetecnologia.com/2011/06/pop-up-blogs-o-que-voce-acha (se você não achar oportuno, pode retirar o link).

    Essa discussão serviu para refletir um pouco sobre os tão famigerados pop-ups, espero que muitos tenham feito o mesmo.

    Um abraço, e sucesso!

    22/06/2011

    Responder
  • Matheus Pacher

    Olá!
    Ótimo artigo! Parabéns!

    Gostaria de saber se não existe alguma ferramenta gratuita de pop-up para blogger.

    Obrigado!

    01/07/2011

    Responder

Deixe seu comentário

Seu Gravatar

Para você partcipar dessa lista tem de estar cadastrado no Twitter. Cadastre-se agora!

Rede Escolas Plus

  • Psicologia

    Artigos sobre Psicologia, Motivação e muito mais, de uma forma prática e simples que lhe permitem melhorar a sua vida pessoal e profissional.

  • Criatividade

    Melhore a sua Criatividade através de tutoriais de desenvolvimento web, webdesign, dicas de inspiração, e muito mais.

  • WordPress

    Torne seu WordPress numa verdadeira máquina com nossos artigos, templates exclusivos, plugins e tutoriais totalmente em português.

  • Freelancer

    Arrisque em sua carreira de Freelancer seguindo nossas estratégias, dicas e recomendações, e leve seu negócio ao sucesso já hoje.

  • Apostas

    Gostava de ganhar dinheiro com seus palpites sobre esportes? Siga nossos tutoriais e dicas sobre como fazer apostas esportivas.

Subscribe to our mailing list

* indicates required Primeiro Nome * Endereço de Email *