Conversion Hero

Marcos Lemos, você está errado sobre os Programas de Afiliados!

Depois de o Marcos Lemos do Ferramentas Blog ter publicado ontem um artigo dizendo “Não recomendo Programas de Afiliados para ganhar dinheiro com Blog“, e tendo pedido à Escola Dinheiro para comentar o assunto, achámos por bem responder de igual forma, escrevendo um artigo com aquelas que consideramos serem as 10 razões porque o Marcos Lemos está errado sobre Programas de Afiliados, mais concretamente os programas que pagam por CPA (Custo por Ação). Para quem não tem conhecimentos nesta área, um programa que paga por CPA é um programa que paga um valor fixo por uma determinada ação, seja ela um registro, o preenchimento de um formulário, etc. O blogueiro coloca os anúncios no seu blog e é pago sempre que um dos seus leitores gerar a ação no site anunciado. Todos os outros cliques, impressões e formulários incompletos, não são contabilizados nos ganhos do blogueiro.

Embora o Marcos esteja correto parcialmente na sua abordagem, não concordamos integralmente com todos os pontos do seu artigo. A venda direta de publicidade não implica a não utilização de programa de afiliados, muito menos impede a venda de produtos próprios no blog. Recentemente escrevemos um artigo sobre Ganhar dinheiro com blog – Qual o segredo?, em que referimos a importância de ter produtos próprios para venda no seu blog, e que é sem dúvida um dos grandes segredos da monetização de sites e blogs na internet. No entanto, os programas de afiliados não podem, nem devem, ser descurados, uma vez que representam uma fatia enorme da rentabilização, quando usados de forma correta e seguindo algumas das estratégias que já publicámos aqui na Escola Dinheiro em outros artigos.

reais dinheiro

ESCOLHER BONS PROGRAMAS

Bons programas de afiliados, demoram algum tempo a serem encontrados. Acredito que o Marcos Lemos terá tido algumas más experiências, por ter testado programas de baixa qualidade e/ou difíceis de converter. No entanto, bons programas de afiliados, convertem muito acima da média de outros tipos de anúncios, e na verdade, em 30 dias, rendem bem mais do que se o espaço fosse comercializado a um anunciante.

Tendo em consideração que um banner publicitário custa R$450 na barra lateral do Ferramentas Blog por um período de 30 dias, isso significa que usando um programa de afiliados que pague por exemplo, 4 Euros por conversão (R$9,00), o Marcos Lemos iria necessitar de 50 leads para conseguir ganhar o mesmo valor do que tivesse comercializado esse espaço a um anunciante. A questão é que determinados programas de afiliados, geram bem mais do que 50 leads por mês, num blog como o Ferramentas Blog, gerando um valor mensal bastante superior ao valor do espaço para anunciantes.

Campanhas como a Netfilia Afiliados ou Netaffiliation Afiliados, permitiriam ao Marcos Lemos, rapidamente, ganhar bem mais dinheiro do que alugando o espaço a um anunciante, pese embora, os valores ganhos sejam pagos em média a 30 ou 60 dias. Esse é certamente o único ponto contra de usar um programa de afiliados deste género.

Para complementar este ponto, recomendo a leitura dos seguintes artigos:

ESCREVER ANÁLISES AOS PRODUTOS

Mais importante que ter um banner publicitário na barra lateral do blog, é você escrever análises dos produtos em questão. Numa das minhas palestras referi que “display não converte”, no sentido de referir que um banner publicitário está longe de ser o melhor método para converter programas de afiliados. Análises escritas são bem mais poderosas desse ponto de vista, gerando maior interesse, um maior CTR e consequentemente uma maior rentabilização. Alguns artigos sobre determinados programas de afiliados, podem render centenas ou mesmo milhares de Reais em comissões de afiliado.

Recentemente escrevemos um artigo sobre Como ganhar dinheiro escrevendo resenhas de produtos, onde explicamos essa metodologia, usando programas de afiliados, algo que certamente o Marcos Lemos não experimentou, mas que poderia ser um complemento bastante eficaz aos seus ganhos habituais com a venda de publicidade. Tendo em consideração que o Marcos nem gosta de colocar banners de afiliados na barra lateral, porque não usar programas de afiliados apenas em páginas de aterragem, email marketing e resenhas sobre esses mesmos produtos?

PÁGINAS DE ATERRAGEM

Outro aspecto que o Marcos Lemos não desenvolve no seu blog, são as chamadas páginas de aterragem para os produtos que se pretende promover e/ou aconselhar aos leitores. Se o Marcos reparar, todos os programas de afiliados que temos no blog, bem como as ferramentas para blogueiros, têm as suas próprias páginas de aterragem, com informações importantes para que está procurando esse tipo de produto/programa. A única forma de converter um afiliado, é gerando confiança e credibilidade, algo que se consegue com maior facilidade, usando páginas de aterragem descritivas.

Dessa forma, é possível ao longo de vários conteúdos que se escreve, linkar diretamente para essas páginas de aterragem, despertando interesse no usuário e consequentemente gerando maiores conversões ao longo do mês. Além disso, as páginas de aterragem, têm a particularidade de rankearem no Google para o nome dos produtos, o que gera invariavelmente tráfego orgânico de qualidade para essas mesmas páginas, e consequentemente comissões nesses programas.

Ebook Exercícios para blogueiros

ENVIOS DE EMAIL MARKETING

Esta é outra das estratégias que o Marcos Lemos não usa no Ferramentas Blog. Para se ter sucesso com programas de afiliados, é necessário ter-se uma boa base de dados, com qualidade, para a qual se possam enviar emails indicando determinados produtos e programas. Escrevemos recentemente aqui no blog um artigo sobre Estratégias de email marketing para aumentar a sua lista de newsletter, no qual referimos alguns dos princípios básicos para construir uma lista de emails com qualidade, gerando relacionamentos com os subscritores e criando confiança junto deles, de forma a permitir-lhe a recomendação de determinados produtos, sejam eles produtos próprios ou produtos de afiliado.

Os grandes blogueiros profissionais, usam o Email Marketing como a sua fonte de rendimentos Nº1. Nenhum deles procura nos banners publicitários a solução para os seus rendimentos. A solução está na criação de uma base de dados de qualidade, que lhes permita recomendar determinados produtos e gerar dezenas/centenas de conversões com um único envio, algo que justificaria a utilização desses mesmos programas de afilidos.

Para complementar este ponto, recomendo a leitura dos seguintes artigos:

ganhar dinheiro

CPC E CPM SÓ RENDE COM MUITO TRÁFEGO

Embora o Marcos Lemos não seja fã de programas de afiliados que pagam por CPA, ele considera que programas que pagam por CPC ou CPM são mais justos para os blogueiros. No entanto, o que o Marcos esqueceu de referir, foi que para conseguir bons valores com esses programas de CPC ou CPM, é necessário ter-se bastante tráfego. Um programa de afiliados que pague 0,05EUR por clique, para render 500EUR num mês, você tem de gerar algo como 10,000 cliques. E na verdade, isso não se consegue com um blog que receba 1000 ou 2000 visitantes por dia. É necessário bem mais do que isso, sem questionar que 500EUR/mês está longe de ser uma fortuna.

Já os programas que pagam por CPM, pagam um valor fixo por cada 1000 impressões de um determinado banner publicitário. Alguns programas pagam R$1 ou R$2 por cada 1000 impressões, o que significa que para ganhar R$500, é necessário 250,000 ou 500,000 pageviews mensais. O valor é um salário mínimo, o que na verdade também não é uma grande fortuna para quem almeja ser bem sucedido na internet.

Isto significa que de todos, os programas mais equilibrados são sem dúvida os programas que pagam por CPA, pois só quando o usuário converte é que você e o anunciante ganham dinheiro. Embora possa parecer um programa não justo, porque os usuários podem gerar cliques ou visualizar o banner durante um mês e você não ganhar nada com isso, na verdade eles só geram dinheiro, quando o usuário tem qualidade e converte. E essa, é a grande dificuldade que a maioria dos blogueiros enfrenta: conversão!

MÍDIAS SOCIAIS GERAM CONVERSÕES

Os programas de afiliados não convertem apenas em sites e blogs. Já muitos anunciantes que trabalham com CPAs, oferecem modelos híbridos que permitem aos blogueiros colocar esses mesmos anúncios nas suas páginas de fãs do Facebook, ou em seus perfis do Twitter, gerando conversões através dos milhares de seguidores que têm nessas redes sociais. Mais uma vez, se o Marcos não gosta de ter os banners de afiliados expostos em seu blog, pode aproveitar esse género de campanhas para levar esses produtos até outros canais de mídia que tenha e a partir dos quais possa gerar uma renda extra além daquela que é conseguida a partir da venda de anúncios diretamente a agências ou empresas.

Muitos blogueiros ainda não usam as mídias sociais para converterem programas de afiliados, mas a verdade é que dependendo do tipo de leitores e do tipo de CPA, você posso conseguir dezenas de conversões facilmente, publicando apenas uma mensagem no seu mural do Facebook e outra na sua timeline do Twitter. Pequenas ações que não deixam seus usuários furiosos, e que de certa forma servem como complemento aos ganhos do blog.

AFILIADOS SÃO UM COMPLEMENTO!

Embora seja possível viver apenas de programas de afiliados, dependendo do nicho de mercado e do valor do CPA, a verdade é que para a grande maioria dos blogueiros, os programas de afiliados são apenas um complemento aos seus ganhos com Adsense, venda de anúncios diretos, venda de infoprodutos, etc. E isso está correto. Na verdade, essa deveria ser a estratégia do Marcos Lemos: conciliar programas de afiliados com um bom CPA, juntamente com os seus ganhos com Adsense, venda de publicidade e venda de produtos próprios, ao invés de desistir do Adsense e/ou Venda de anúncios, para aplicar nesses locais os banners publicitários dos programas de afiliados.

Além de nós aqui na Escola Dinheiro, muitos outros blogueiros desta área usam programas de afiliados por CPA, como o Celso Lemes do Criar Sites, que arrecada mensalmente mais de R$3000 reais com programas de afiliados direccionados ao seu público alvo. Além disso, ele continua usando o Adsense e a Venda de publicidade direta a anunciantes, o que faz com que os programas de afiliados sejam um complemento e não uma regra. E é precisamente isso que o Marcos Lemos precisa fazer, caso contrário, a cada dia que passa, está mandando dinheiro à rua.

Este artigo é uma resposta ao artigo “Não recomendo Programas de Afiliados para ganhar dinheiro com Blog“.

Até Já!

Artigos
Relacionados

Comentários (112)

Gostou desse artigo?

Partilhar Comentar

  • Iago Melanias

    Particularmente, acho que escolher dentre programas de afiliados e produtos ou investimentos próprios são muito relativos ao nicho de blog. Tem blogs, que investir em ideias, e-books, ou até mesmo outros projetos, como o FBlog Host são mais relevantes e gerem mais dinheiro. Acho que o bom mesmo é um pouco de tudo. Cada blogueiro deve estudar seu nicho e ver o que se encaixa melhor nele.

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Iago, obrigado pelo comentário! Obviamente, cada nicho é um nicho. No entanto, existem excelentes ofertas de CPA para a grande maioria dos nichos, incluindo o nosso, onde o Ferramentas Blog se insere. No entanto, penso que o ideal é uma mistura entre todos esses conceitos de monetização, uma vez que campanhas de CPA são perfeitamente compatíveis com Adsense e venda de produtos próprios.

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Luciana Souza

    Embora eu ainda não esteja ganhando dinheiro de verdade com programas de afiliados, confio plenamente neles.
    O pouco que ganhei, fui paga de forma correta e em dia!

    Gostei muito dos dois artigos.

    Sucesso

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Luciana, obrigado pelo comentário! Fico contente que esteja conseguindo monetizar seus projetos com afiliados. Com tempo e dedicação, acredito que esses valores irão aumentar. Força nisso!

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • josé neto

    Eu já estou fazendo testes no meu blog a um bom tempo e não encontrei nenhum programa de afiliados por CPA que me renda realmente dinheiro como o Adsense.
    Acredito que cada blog tem uma forma de rentabilização que dê mais certo.Eu estou utilizando apenas o Adsense mas pretendo utilizar um programa CPA também, pois sei que pode render um bom dinheiro quando é direcionado a um publico especifico.

    Espero que tanto você quanto Marcos Lemos continue a discutir sobre o assunto para que possamos ficar mais ligados no assunto

    27/01/2012

    Responder
    • Olá José, obrigado pelo comentário! Se estiver falando do seu blog Dica de Comércio, acho que programas de afiliados de sites de compra coletiva, por exemplo, poderiam ser um negócio a explorar, dependendo do seu público alvo. Mas como cada caso é um caso, e cada nicho é um nicho, não há nada como testar para comprovar se realmente funciona.

      Existem também outras ofertas nas áreas dos negócios em várias das plataformas que referimos ao longo do artigo. A questão é que afiliados por CPA demoram mais a converter do que o Adsense que paga por clique.

      Não esqueça é que se o seu CPC no Adsense for de 0,20 centavos, para você ganhar R$20 reais, você precisa de 100 cliques, enquanto que num CPA você pode obter esse valor com apenas uma venda. No entanto, essa venda pode acontecer em meia dúzia de cliques, como em 150 cliques depois. Nunca se sabe :)

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
      • Muito obrigado Paulo pela dica. Realmente pensando bem eu acredito que um programa por CPA seria melhor para o meu blog, principalmente por ele está destinado apenas a um grupo de pessoas, assim como você falou, o adsense realmente pode me custar um pouco mais de trabalho até conseguir obter o meu lucro esperado, porem ainda não encontrei nenhuma campanha que se encaixe ao meu nicho de mercado, se você tiver alguma sugestão pra mim ficarei grato por isso.

        27/01/2012 jose neto

        Responder
        • O meu nicho é voltado para novos empreendedores e com um grande foco em negócios e publicidade.Agradeço se me indicar alguma campanha,pois cadastrei na netafiliation e a mais de 3 meses ainda não me aceitaram...

          27/01/2012 jose neto

          Responder
  • Camargo

    Concordo com você, Paulo. Mas os programas que você sugere, para o Brasil, não tem relevância, tendo em vista que as opções para colocar em nossos sites são poucas (ou nenhuma). (Refiro-me a: Netfilia Afiliados ou Netaffiliation Afiliados)

    27/01/2012

    Responder
    • Concordo há pouca opção de campanhas para o Brasil , diferente de Portugal

      27/01/2012 Jose Luiz"São Paulo"

      Responder
    • Olá Camargo, obrigado pelo comentário! Desde quando esses programas não têm relevância no Brasil? A Netaffiliation e a Netfilia têm imensas campanhas para tráfego do Brasil normalmente. Já cheguei a ver inclusive mais campanhas do que as que estão atualmente disponíveis, mas por norma, existem sempre imensas campanhas correndo para tráfego do Brasil.

      O que pode acontecer, é essas campanhas não se enquadrem no seu nicho de mercado. Se for o caso, é preciso procurar e fuçar um pouco mais a internet, porque essas campanhas existem certamente :) Qual a área de negócio?

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Lucas - Otimizar Blog

    Olá Paulo, após ler esse artigo tenho cada vez mais certeza que minha tese está certa.Em minha opinião, se for o caso de apenas exibir um banner publicitário, é muito mais vantagem um anunciante direto ou um AdSense, pois esses por si só já se explicam.
    Em contra partida, caso o blogueiro invista em artigos informativos e analíticos sobre ferramentas e programa de afiliação, é muito mais vantagem que ele adicione um banner que leve o visitante, não diretamente ao site do programa de afiliados, mas sim a uma página de aterragem contendo os artigos sobre o programa ou ferramenta.

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Lucas, obrigado pelo comentário! Display é bastante difícil de converter em determinados sites, pelo que é sempre positivo optar por Email Marketing, resenhas, etc. Concordo a 100% com seu comentário, e era precisamente isso que estava tentando indicar no artigo. Além do mais, não usando display para mostrar anúncios de afiliados, você pode facilmente vender o espaço ou colocar um banner de Adsense nele.

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Marcos Lemos

    Primeiro é preciso dizer que este post supera qualquer expectativa para ampliarmos o debate. De forma brilhante o Paulo levantou outras questões e respondeu muitas dúvidas que a maioria dos blogueiros têm sobre programas afiliados.
    Quem ler com atenção também aprenderá dezenas de estratégias para tornar eficiente o uso de Afiliados que pagam por ação (CPA).

    Não descarto a eficiência desses serviços (mesmo ainda achando que não são eficientes para a minha forma de blogar). Os blogueiros precisam se informar e estudar sobre os métodos de monetização disponíveis, conhecer os produtos e serviços e fazer testes para descobrir o que dá resultado ou não.

    Só com dedicação é que se chega a um resultado.

    Este assunto é extremamente importante para os blogueiros aprofundarem e questionarem para nos ajudarmos melhor e profissionalizarmos.

    Parabéns ao Paulo pelo ótimo trabalho e alto nível de discussão. Precisamos mais disso.

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Marcos, obrigado pelo comentário amigo! Muito bom ter você aqui no blog comentando! Também sou da opinião que é necessário testar, caso contrário fica meio difícil chegar a conclusões. No entanto, acho que você está desvalorizando determinadas estratégias que poderiam ser muito positivas para a monetização do seu blog. Mas compreendo seu ponto de vista também, e o facto de conhecer bem suas ideologias de blogueiro, faz-me acreditar que você não usa determinados programas, não porque eles não rendam, mas por opção própria. Seu estilo é outro, penso.

      Sem dúvida que a blogosfera necessita desse tipo de discussões, que acredito, são extremamente motivadoras para todos nós. O debate leva a conclusões!

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Júnior Gonçalves

    A minha pequenina experiência nessa área me diz que todo blogueiro tem a liberdade de escolher a forma como monetizar seu blog pois, o que funciona para um, não necessariamente funciona para outro blogueiro.

    Eu, por exemplo, tenho um blog que trabalho apenas nas horas livres por hobby e que não tem muita visibilidade, mas o pouco de dinheiro que ganhei, foi através de CPA . Poderia ganhar muito mais se trabalhasse os pontos que o Paulo pontuou no artigo, mas dou preferencia para banners de CPM no meu blog mais por comodidade de monetizar o blog com menos trabalho, uma vez que o blog não é minha principal fonte de renda.

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Júnior, obrigado pelo comentário amigo! Sem dúvida que o que funciona para um, pode não funcionar para outro. Mais engraçado ainda, é que se eu criar um blog e você criar um blog exatamente idêntico ao meu, eu posso ter melhores resultados que você, mesmo ambos os blogs sendo exatamente iguais.

      A questão do CPM, é que você só ganha bom dinheiro, se tiver muito pageview. E além do mais, se você tiver muito pageview, você vai estar ganhando uma miséria, se comparado com o que podia ganhar se tivesse um CPA alto nesse local. A questão por vezes é essa. Comodidade não dá rendimentos amigo, você sabe disso :) Força aí, e toca de explorar mais esse blog :)

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Leonardo Silva

    Muito bacana o debate, principalmente pela exposição de idéias e mostrar que no mundo da blogosfera não existe verdade absoluta e sim que cada blogueiro tem sua melhor forma de rentabilizar.

    Apesar de não discordar totalmente de nenhuma das duas visões, tendo a concordar mais com você Paulo, principalmente pela função exponencial que leva os programas de afiliados.
    Uma página de aterragem bem feita, traz uma renda constante por um bom período de tempo sem tantos esforços de quanto depende por exemplo a busca constante de anunciantes para um blog.

    Porém não pensem que o trabalho de chegar nesse nível é menos dispendioso. Os dois conceitos exigem grande esforço e trabalho, mas me parece que no método de afiliados a linha faz uma curva ao longo do tempo, enquanto no método de busca de patrocinadores a linha me parece sempre uma diagonal crescente...

    Parabéns Paulo!

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Leonardo, obrigado pelo comentário amigo! Eu não discordo totalmente do Marcos, mas considero que refutar um determinado tipo de anúncio, pode ser mau. O ideal é conseguir conciliar todos os métodos e extrair o máximo potencial de todos eles. O segredo está aí. Os grandes blogueiros profissionais, lá fora, vende anúncios, vendem produtos próprios, mas também promovem afiliados e produtos uns dos outros. Um misto de monetização é fundamental, até porque você não deve colocar todos os ovos na mesma cesta, caso contrário, um dia pode dar-se mal.

      E invariavelmente, é necessário trabalhar no duro para chegar num determinado patamar.

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Bernardo Pina

    Fala, Paulo. Eu concordo com muito do que você disse. Acredito que valer ou não a pena usar programas de afiliados varia muito de blog pra blog e de ação pra ação.

    Para participar da discussão, publiquei o texto "Vale a pena participar de programas de afiliados? Marcos Lemos e Paulo Faustino, vocês dois estão certos!" no Blogarte, depois dá uma lida.

    Abraço!

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Bernardo, obrigado pelo comentário! Fico muito contente que você esteja participando desse debate. Isso sem dúvida é muito bom para a blogosfera. Opiniões de blogueiros da área são sempre uma mais-valia para nós e para todos os leitores interessados nessa temática da monetização. Excelente artigo!

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Paulo Roberto

    É preciso fazer muitos testes, para ver qual tipo de monetização utilizar num blog; além disso, é preciso saber fazer um bom marketing dos produtos (CPA). Por exemplo, um blog que recebe 10.000 mil visitas por dia e optar por programas de afiliados, por CPA, CPC, CPM e venda de espaço; se o blogueiro não souber fazer um bom marketing (convincente) do produto, para atrair os clientes, o programa por "CPA", será (espaço) tempo perdido no blog!

    Caso o blogueiro não tiver uma boa lábia para convencer os visitantes e vender os produtos, nem com 500.000 mil visitas mensais ele consiguirá lucros... é melhor esquecer os programas de afiliados por CPA. Para os programas de afiliados por CPA darem lucro, é preciso que ele seja bom; mas, não basta o programa ser bom, é preciso que você faça um bom marketing em cima! Caso contrário, é melhor apostar todas as fichas nos programas CPM, vender espaço, artigos patrocinados e CPC, que com certeza dará mais lucro!

    Forte Abraço

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Paulo, obrigado pelo comentário! Não concordo com alguns pontos que você referiu. Em alguns nichos de mercado, é possível ganhar pequenas fortunas com muito pouco tráfego e sem qualquer tipo de "lábia". Leia este artigo: http://www.escoladinheiro.com/2010/07/29/como-ganhar-2500-euros-mes-100-visitas-dia/. Na verdade a questão da "lábia" nem se coloca, porque o objetivo não deverá ser enganar o usuário, tentando vender um produto que na verdade não é assim tão bom. Isso queima sua credibilidade em poucos dias.

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
      • Olá Paulo, eu me exprimi mal, utilizando a palavra "lábia"! O que eu quis dizer foi: Um blogueiro precisa saber expor um determinado produto, passando confiança e esclarecendo o cliente sobre as vantagens em adquiri-lo... mas, sem contar mentiras, é por esta e outras tantas razões, que se torna difícil qualquer um vender um produto. Não vale a pena trabalhar com produtos ruins, para ter que apelar para mentiras! Contar mentiras é só para queimar o filme, conforme você referiu!

        Forte Abraço.

        28/01/2012 Paulo Roberto

        Responder
  • Fernando

    Vejo que este artigo do Marcos Lemos não passa de uma estrategia de marketing para aumentar a popularidade do blog através do seu blog. Não faz nenhum sentido o artigo dele!

    27/01/2012

    Responder
    • Se não faz sentido, é por causa que você não entendeu. Digo isso com toda certeza, pois olhe em volta: Todos entenderam, leram com atenção, e até aprenderam. Não diria uma "estrategia de marketing", mas sim levantamento de debate.

      27/01/2012 Dymas

      Responder
      • Dymas, eu entendi claramente amigo , o problema é que você não ver a lógica do artigo como um todo. Acho que o título do Paulo fala por si só. Volto a repeti, não faz sentido algum. Assim como o outro artigo do Marcos afirmando porque o Blogger é melhor que o Wordpress (sou Analista de sistemas e programador, desenvolvo sites usando o wordpress e entendo muito bem os critérios que fazem com que o wp seja incomparável com qualquer outro gerenciador de conteúdo), esse outro artigo dele também não faz sentido algum, não passa de estratégia de marketing.

        Meu irmão tem um site em um certo nicho no qual recebe um pouco mais de 4000 visitas diárias, a comissão que ele recebe mensalmente usando um famoso programa de afiliados(CPA) não se compara ao valor mesquinho que ele ganhar com o Adsense, (CPC).

        Não estou me desfazendo do trabalho do Marcos Lemos, pois o mesmo, ajuda muitos blogueiros com o Ferramentas Blog quando se trata de artigos mais técnicos, mas quando se trata de artigos persuasivos, acredito que ele precisa rever alguns conceitos.

        31/01/2012 Fernando

        Responder
      • Só pra provar como se trata de Marketing, visite o ferramentas blog e veja como ele está usando o Programa de afiliados do curso 24 horas rsrsrs

        31/01/2012 Fernando

        Responder
    • Olá Fernando, obrigado pelo comentário! Parece-me exagerada a sua percepção da situação. O Marcos é um blogueiro reconhecido e com um projeto tremendamente sustentável. Não precisa de mais popularidade, muito menos aproveitar-se de nós para o fazer. Se assim fosse, jamais teríamos respondido ao artigo dele, com um artigo aqui na Escola Dinheiro. Isso não faz qualquer tipo de sentido, especialmente para quem conhece o trabalho sério e profissional que o Marcos faz em seu blog.

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
    • Fernando,

      Acho uma pena quando as pessoas (blogueiros), não entendem a dinâmica da blogosfera e como os blogs funcionam em torno de uma comunidade de relacionamento.
      As vezes você não sabe, mas o Paulo é um grande parceiro do [ Ferramentas Blog ] e uma dos blogueiros que mais respeitamos.

      O que fizemos é para enriquecer a blogosfera e oferecer conteúdo de qualidade. Foi possível ver dois grandes blogs levantando a bola para um assunto pouco debatido. Melhor ainda é poder aprender com o Paulo que tem uma vasta experiência.

      Sim, foi uma estratégia, mas uma estratégia educativa, para que eu pudesse perguntar a alguém competente como o Paulo e ouvir argumentos sólidos sobre monetização. Argumentos e respostas que não se encontra em lugar nenhum da internet.

      28/01/2012 Marcos Lemos

      Responder
  • Felipe Trombini

    Tudo depende do nicho em que se vai trabalhar.
    Não há fórmula secreta, nem mesmo um "Melhor" ou "Pior". Isso é casualistico.
    Temos que adaptar os métodos de monetização ao público que faz essa conversão.

    O mais importante é não focar apenas no lucro, e dar igual relevância ao conteúdo. Só assim geramos tráfego de qualidade e lucros de longo prazo.

    Forte abraço

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Felipe, obrigado pelo comentário! Certíssima sua abordagem. No entanto, a questão aqui nada tem a ver com o certo ou incorreto, pelo menos do meu ponto de vista, mas sim com oportunidades e falta de oportunidades. E neste caso concreto, o Marcos está perdendo a oportunidade de monetizar mais eficientemente o seu blog, adotando um misto de monetizações. Os programas de afiliados por CPA podem ser encaixados num infindável número de nichos de mercado, usando algumas das estratégias que referi, e não apenas colocando banners publicitários rodando. Banners convertem muito menos que todos os outros formatos que falei.

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Douglas

    Paulo, mais um grande artigo. Creio que programa de afiliados podem gerar alguma receita sim, no meu caso por exemplo uso o Afiliados Submarino, no nicho de mercado de livros, e embora ainda seja pouco, pois meu blog recebe em torno de 40.000 visitas mensais, nos últimos 4 meses as comissões tem crescido de forma bem interessante, acompanhada pela melhora em meu tráfego orgânico.

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Douglas, obrigado pelo comentário! Fico contente que tenha gostado do artigo e decidido participar nesse debate. O que está acontecendo em seu blog, é precisamente aquilo que falava no artigo. Focar no tráfego orgânico, subir esses valores, e ver o impacto disso nos resultados dos programas de afiliados, em seu caso, o Submarino. Além dos afiliados, você pode incluir também outras formas de monetização, conforme temos vindo a sugerir.

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Camila

    Com todo respeito, é isso que dá NÃO GANHAR DINHEIRO COM BLOG e querer montar um blog sobre o tema. O Marcos está até mesmo tirando o ebook dele do ar. Poxa...

    Devia ter pensado antes de entrar no mundo dos metablogs.

    Muita gente acha que é fácil fazer metablog, ma poucos ganham dinheiro de verdade, não é falando um monte de baboseiras.

    Parabéns Paulo Faustino, e espero que o Marcos tenha percebido a besteira que cometeu! Ele só mostrou que é um fracassado no que toca a metablogs. Também acho que ele fez para chamar a atenção, já que não anda ganhando bem.

    Mas um fato é: as empresas se aproveitam demais do espaço dado de graça. Um cara que vê um ads da hospedagem X num site que ele confia, mesmo que não compre na hora, quando ele for procurar ou contratar talvez lembre porque viu no site.

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Camila, obrigado pelo comentário! Tal como referi em cima ao colega Fernando, também considero seu ponto de vista exagerado e longe da realidade. O Marcos é um blogueiro conceituado e com provas dadas no mercado. Além do mais, ele tira uma boa grana todos os meses com os seus produtos próprios, Adsense e venda de anúncios. Esse tipo de associação que você fez, parece-me errada.

      Concordo que uma empresa que anuncie num espaço X, mesmo não gerando retorno para o blogueiro, está fomentando a sua imagem de marca e seu produto. Mas infelizmente esse mundo dos afiliados não é perfeito, e isso acontece invariavelmente. Cabe a nós blogueiros, tomar as melhores decisões e optar pelos programas que realmente convertem.

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
    • Camila, querida!

      Vejo que você não acompanha meu blog. Se o fizesse já teria visto que preto conta de meus ganhos com o Blog publicamente.
      O e-book que estou tirando do ar é o e-book gratuito e é uma estratégia de mercado, já que vou lançar outro e-book gratuito diferente. O e-book que vendo, continuará à venda.
      Tenho meus produtos, inclusive um serviço de hospedagem de Blogs/sites, onde tenho algumas centenas de clientes. Presto consultorias para sites/blogs e cobro pelo meu serviço, onde atendo algumas dezenas de clientes.
      Também tenho um contrato com um anunciante direto em meu blog e outras fontes de renda.

      Sabe, ganho uma boa grana com meu blog. Não sou um "menino brincando". Sou um profissional e tenho o maior metablog em língua portuguesa do mundo, com mais de 10.000 visitas diárias e mais de 1500 artigos publicados.

      Se eu questiono algo e os modelos de monetização, faço isso com a competência que tenho e provo. Sei do que estou falando e posso falar com propriedade e conhecimento que poucos blogueiros têm.

      Sinto ver que você não sabe do que está falando e não foi capaz de nos ajudar a aprofundar no debate.

      .

      Paulo,

      Desculpa a resposta longa e o desabafo aqui, mas era preciso dizer algumas verdades.

      Obrigado, Amigo!

      28/01/2012 Marcos Lemos

      Responder
  • Jackson

    Boa discussão.

    Tenho blogs e serviços web, que não são gigantes, mas rendem uma boa grana mensal.

    O que faço é trabalhar em várias frentes, não me concentrando somente em CPC, CPA, afiliados e etc. Faço um pouco de tudo, sempre cuidando ao máximo para não torrar a paciência dos leitores, e sempre tenho um retorno interessante.

    Há pouco tempo que venho trabalhando com CPA e lhes digo que, pra mim, vale a pena. Exemplos: trabalhei duas semanas atrás com uma empresa de pesquisas que pagou $2 (dois dólares) por cadastro double optin feito no site deles e isso me renderá em fevereiro aproximadamente R$600 - isso com apenas uma semana e dois dias de divulgação. Trabalho também com a Lomadee (5% de comissão da Dell) e neste mês de janeiro foram dois notebooks vendidos com meu código de afiliado, o que me renderá aproximadamente R$400 e assim por diante.

    Como disse o Felipe Trombini: " Não há fórmula secreta, nem mesmo um "Melhor" ou "Pior" ". O negócio é experimentar e não mais usar o que tiver uma experiência ruim.

    Recomendo enfaticamente a utilização das mídias sociais, newsletter e qualquer outro artifício disponível (tal como o Paulo comentou). Dá resultado, basta focar e trabalhar muito.

    Grande abraço, pessoal!

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Jackson, obrigado pelo comentário! É precisamente isso que recomendo a todos os nossos leitores: um misto de vários métodos de monetização. Não apenas afiliados, mas também Adsense, venda de anúncios, etc. Inclusive já falámos de todos eles em diversos artigos. Conforme referi anteriormente num outro comentário, nenhum blogueiro deverá colocar todos os seus ovos na mesma cesta, caso contrário, um dia pode dar errado. O segredo é uma mistura de vários métodos, usados com inteligência e sabedoria, para não torrar a paciência dos leitores, conforme você referiu e bem! :)

      Abraços e parabéns por seus resultados!

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Rodolpho Victor

    "CPC E CPM SÓ RENDE COM MUITO TRÁFEGO".

    CPA também necessita de tráfego e de credibilidade. O que o torna mais difícil.

    27/01/2012

    Responder
  • ivan

    é isso o que eu digo, de GURUS, a internet está cheia.
    AdSense é o programa de afiliados que menos rende aqui, CPA é o melhor de todos.
    Só que as pessoas, pensam que para monetizar com CPA, é igual trabalhar com AdSense (cpc).

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Ivan, obrigado pelo comentário! Não considero o Adsense o programa que menos rende. Ele na verdade rende muito bem em determinados nichos de mercado. É preciso é saber em quais, e como o usar, para que os resultados surtam o efeito desejado. Programas por CPA tendem a ser por norma bastante rentáveis, quando encaixados no nicho certo. Mas sem dúvida que trabalhar com CPA, não é, nem de perto, nem de longe, igual a trabalhar campanhas por CPC.

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • wagner

    que discussão da fera!

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Wagner, obrigado pelo comentário! Fico contente que esteja gostando da discussão e debate de ideias. Contamos com sua opinião também!

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • vania

    Gostei muito desse artigo.Tenho um blog e trabalho co programa de afiliados,mas em um ano de blog nunca ganhei um tostão com afiliado,tanto que estou pensando em removê-los.Acho que prefiro deixar somente o adsence no blog,é menos desgastante e me rende um pouco mais. Grande abraço a todos

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Vania, obrigado pelo comentário! A sua falta de monetização, pode ter a ver com vários factores:

      - você pode estar usando apenas banners publicitários para anunciar o programa de afiliados
      - você pode ter pouco tráfego
      - você pode ter pouco tráfego orientado para esse programa de afiliados
      - você não faz email marketing
      - você não escreve resenhas desse produto que promove
      - etc, etc, etc.

      Existem imensos factores que levam a que muitos blogueiros não ganhem dinheiro com afiliados, porque na verdade trabalhar com afiliados é bem diferente de trabalhar com Adsense. O Adsense é mais fácil, porque rende na hora, mas rende bem menos do que um bom programa de afiliados, bem trabalhado ;)

      Abraços

      27/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Jorge Santos

    Bom , Paulo eu gostaria de disser q nos dias de hoje só não ganha dinheiro com programas afilados quem não quer porque muitos oferecem o superte as dicas de melhor divulgaçaõ, eu por exemplo o ano passado ganhei uma boa renda com o antigo programa afil. riqueza.com.br agora o parceiraperfeita, que me paga certinho o segredo é com vc sempre diz: é divulgar em foruns , redes socias , boca-a-boca,, pois a propaganda é a alma do negócio.

    Eu recomento a todos q baixam gratuitamente o e-book A ciencia da propaganda http://www.superdownloads.com.br/download/43/ciencia-propaganda/ com super dicas para vcs aplicarem em seus blogs e em seus site.

    Um forte abraço!

    Ps. Jorge

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Jorge, obrigado pelo comentário! Fico contente que esteja obtendo bons resultados com a utilização de programas de afiliados. Sem dúvida alguma que é possível ganhar dinheiro com eles, embora seja necessário saber usá-los da forma correta, para que os resultados acompanhem as iniciativas.

      Abraços

      28/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Júnior Gonçalves

    Isso que é blogueiro de verdade! Respondeu o comentário de todo mundo de forma pessoal. Paulo Faustino é mestre mesmo!!!

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Júnior, obrigado pelos elogios :) Faz parte do meu trabalho interagir com os leitores e responder às dúvidas de cada um, caso contrário não faria sentido ter comentários no blog não é mesmo? :) Além do mais, é possível aprender imenso com todos vocês através dos vossos comentários, e isso é algo que não tem preço!

      Abraços

      28/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Rick

    Não utilizo programas de afiliado em meu site, mas acho mais vantajoso um blogueiro ganhar por exemplo 5 pratas por vender um produto ou conseguir um cadastro, do que cliques a 0,5 centavos.

    As vezes um programa que gere 10/15 ações da mais renda do que um que gera 1/2 mil cliques.

    27/01/2012

    Responder
    • Olá Rick, obrigado pelo comentário! Concordo com você e essa é uma das grandes mais-valias dos programas de afiliados. Com menos trabalho, e menos tráfego, você consegue um bom número de conversões que lhe dão mais dinheiro do que se fosse estivesse trabalhando ao clique.

      Abraços

      28/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • FILIPOVIC

    Impressionante! Nunca vi em nenhum outro blog tamanha competência em relação, responder comentários. Tem blogueiros por ai afora que deixamos um comentário, uma duvida, o infeliz exclui o comentário e não lhe da resposta, RSRS, Agora vem meu ponto de Vista, Quem está começando há pouco tempo como eu, a tendência é ter um baixo faturamento em questão a monetização de blog.
    Em questão ao Marcos lemos, ele tem certa razão quando puxamos o assunto para blogs pequenos, pois dificilmente irão ganhar dinheiro com programas CPA, ou qualquer outro tipo de programas de afiliado, mas para quem tá iniciando e quer arriscar algumas moedas, o caminho é CPC, (uma boa indicação é o Boo-box, pelo ao menos eu conseguir um bom resultado) Quer ganhar mais? Então cuide em criar bons artigos, pois o que o povo mais quer hoje é aprender, então ferramentas para trabalhar todos nós temos, basta agora se esforçar e perseverar, de início vai ser desanimador mesmo, mas com muito trabalho o resultado vai ser gratificante.

    28/01/2012

    Responder
    • Olá Flilipovic, obrigado pelo comentário! Agradeço seus elogios :) Eu compreendo essa questão de quem está começando e quer ganhar algum dinheiro. O Adsense nesse aspecto é bem simples, porque paga por CPC e o usuário começa a ver rendimentos desde o primeiro dia. A questão é que os programas por CPA, pagam valores muito mais altos. A questão é que para converter determinados programas de CPA, você precisa ter tráfego orgânico de qualidade e orientado para o produto em questão, caso contrário dificilmente conseguirá conversões.

      Abraços

      28/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • FILIPOVIC

    Uma prova que dou é o seguinte, caso o senhor faça uma indicação hoje de algum produto, vai ter um ótimo resultado, porque o senhor tem conquistado seu espaço e tem ganhado credibilidade do seu público alvo, agora vá um blogueiro que está começando e faça a mesma indicação, ainda que nesse dia ele receba 8000 visitas e o seu blog receba apenas 500, o desempenho do blog do senhor vai ser bem maior que o dele com as 8000 visitas, devido sua reputação e credibilidade, desculpa por ter falado de mais.

    28/01/2012

    Responder
  • Arlindo Armando

    Ola Paulo, fui banido do adsense por motivos desconhecidos e passei a utilizar o Boo-Box que paga por clique (CPC). Ao final de um mês eu consigui R$ 0,70 centavos, com cerca de 4 ou 5 cliques. Utilizo o programa de afiliados Netfilia não faz muito tempo e o mesmo ja me rendeu 12 Euros (R$ ).
    Oque eu quero dizer é que, como você mesmo referiu no artigo, para ganhar R$ 500,00 com um blog são necessários números altíssimos de leitores diários e pageviews, e eu com um blog com cerca de 150 - 200 visitas por dia juntei um valor bastante interessante ao nível que meu blog se encontra.
    Estarei começando a explorar paginas de aterragem, assim como resenhas sobre os afiliados e tenho absoluta certeza que minha conversão vai ser ainda maior. Parabéns!

    Abraços, Arlindo Armando

    28/01/2012

    Responder
    • 12,00 Euros = R$ 27,00 > Esqueci de colocar no comentério acima =)

      28/01/2012 Arlindo Armando

      Responder
    • Olá Arlindo, obrigado pelo comentário! A questão dos programas que pagam por CPC é sempre a mesma = tráfego. Sem tráfego não há cliques, sem cliques não há rendimentos. Os programas por CPA como trabalham de uma forma bem diferente, podem gerar excelentes rendimentos com poucos cliques e algumas conversões. Por isso que digo que é uma solução a ter em consideração em qualquer tipo de blog, a juntar às demais já faladas.

      Abraços

      28/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Nill

    Parabéns pelo artigo Paulo, como sempre você é um grande profissional de internet marketing na língua portuguesa.
    Paulo, eu sou afiliado ao Hotmart e promovo alguns produtos da lista de mais quentes porém não tenho site nem blog, eu divulgo em classificados online, fóruns, grupos, orkut, facebook, porém nao gerei ainda em 2 meses de divulgação nenhuma venda. Ter um blog é tão importante assim pra conseguir vender infoprodutos?
    Agradeceria se me respondesse, pois ainda sou iniciante em internet marketing.

    Abraços e sucesso

    28/01/2012

    Responder
    • Olá Nill, obrigado pelo comentário e pelos seus elogios! Respondendo à sua pergunta: SIM É! Por uma simples razão, ao participar de fórums, grupos, facebook, orkut, etc., o que você estará fazendo é basicamente propaganda, e os usuários não gostam disso. Um blog, por seu lado, tem a vantagem de criar confiança e credibilidade junto do público, que é um facto fundamental para você conseguir bons resultados com a indicação de infoprodutos.

      Considere ler este artigo para aprofundar o tema: http://www.escoladinheiro.com/2011/11/04/estrategias-para-gerar-mais-conversoes-nos-seus-infoprodutos/

      Abraços

      28/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Fabio Fontes

    Acredito que o marcos lemos deve ter si precipitado um pouco, ele diz que não recomenda porque ele tem outras formas de gerar dinheiro no blog, que para ele são as melhores opções.

    Mais concordo com você Paulo ele falou num tom dos programas de afiliados que pessoas que estão começando a pouco tempo poderiam, poderiam entender que não se deve utilizar programas.

    Mais não deve só utilizar uma forma ou outra de ganhar dinheiro com seu blog e sim usar todas as possíveis.

    Como por exemplo:

    - Programas de afiliados
    - Vender um espaço no seu blog para anuncio
    - Vender um livro ou alguma coisa do tipo, depende muito do seu nicho.
    - Referi pessoas para programas de afiliados.
    - twitter e facebook também pode ser uma foma de ganhar dinheiro.
    - Entre muitas outras formas...

    Hoje em dia você não precisa ser Expert em sites/blogs para ganhar dinheiro na internet, porque você pode terceirizar quase tudo. Você só tem que calcular o custo / beneficio.

    28/01/2012

    Responder
    • Olá Fabio, obrigado pelo comentário! O Marcos quis abrir um debate interessante sobre este assunto e acho que o objetivo foi conseguido. Eu continuo achando que ele poderia monetizar o seu blog usando programas de afiliados, conjuntamente com os outros métodos que ele já usa e bem. Conforme você referiu, é possível usar todas essas estratégias em simultâneo, o que além de gerar mais ganhos, faz com que você tenha os seus ovos em várias cestas, não dependendo de nenhuma empresa/produto em específico, como por exemplo acontece com quem só usa Adsense.

      O problema é que quem depende apenas do Adsense para gerar receitas, se um dia cair nas buscas do Google, seus rendimentos caem a pique também. Esse é o grande problema de ter os ovos todos na mesma cesta.

      Abraços

      28/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Celso Lemes

    Olá Paulo,
    Primeiramente, muito obrigado por mencionar o meu blog em seu artigo.
    Assim como você, eu também acho que não devemos ignorar os programas de afiliados, mas sim, criar diferentes fontes de renda.
    Hoje em dia o Adsense representa cerca de 50% dos meus ganhos, junto com outros programas de afiliados, venda direta de publicidade e venda de infoprodutos.

    Abraço e muito sucesso para ti.

    28/01/2012

    Responder
    • Olá Celso, obrigado pelo comentário amigo! Fico contente de o ver por aqui! Você confirmou minhas suspeitas, conforme havido referido no artigo. Embora você ganhe uma renda considerável com o Adsense, você usa em simultâneo programas de afiliados, venda de anúncios e venda de infoprodutos. Por isso que continuo achando que o Marcos poderia fazer o mesmo, uma vez que ele está perdendo uma boa fatia dos seus potenciais rendimentos ao não o fazer :)

      Abraço e votos de grande sucesso também amigo!

      28/01/2012 Paulo Faustino

      Responder
  • Ricardo Duarte

    Só quem nunca utilizou programas de afiliados pode fazer uma afirmação destas. Agora, uma coisa é certa, perceba bem qual o seu nicho!

    28/01/2012

    Responder
  • Wagner Henrique

    Parabéns Paulo pelo artigo.
    Se que a intenção foi enfatizar a importância dos programs de afiliados (CPA) para monetização, mas para mim ele serviu com um efeito contrario, pois ganho mais de R$ 2.000,00 mês monetizando meu blog somente com programas de afiliados que pagam por CPA. Esse artigo serviu para que eu venha pensar em outras formas de monetização sem descartar os programas de afiliadoso CPA.

    Um abraço, sucesso.

    28/01/2012

    Responder
  • Marcelo Oliveira

    Excelente Artigo! Paulo

    Tenho poucos meses na Blogosfera e estou aprendendo muito com seus conhecimentos, essas discussões são muito valiosas.

    Anteciosamente,

    Marcelo Oliveira

    28/01/2012

    Responder
  • Mestre dos sites

    Eu acho que realmente cada caso é um caso, cada nicho é um nicho,por isso não recomendo ninguem a simplesmente imitar afiliados de outro blog sem criterio, o que funciona para um pode não funcionar para outro.Citei um caso meu no post do Marcos:

    Já tirei 219 reais num mes em um blogspot q nao tinha nem 500 visitas diarias com o submarino afiliados. Simplesmente nenhum anunciante direto que se preze iria anunciar em um blog de humor e bobeiras com míseras 500 visitas/dia.Nem tampouco o adsense teria me dado a metade desse retorno, todos sabemos como o adsense converte pouco nesse tipo de site.

    28/01/2012

    Responder
  • Thiago Roberto

    Adorei esse debate, e concordo em parte com ambos.

    Como o meu blog trabalha um nicho mais amplo (notícias e opiniões), a monetização por cliques ou impressões ainda é o que mais gera conversões e lucratividade. No meu caso.

    Acredito que a diferença entre ganhar com um ou outro programa, se deve claro ao nicho em que o blog se encontra, mas principalmente pela forma que está a trabalhar com cada um dos programas. Eu acho que CPA converte mais quando se trata com resenha do produto ou serviço que está sendo apresentado. Se não souber trabalhar isso corretamente, acabará sendo uma forma de monetização nula.

    O Google Adsense é de longe onde mais tenho lucratividade, e posso considerar esse lucro bastante significativo. Mas com alguns programas CPA que possuo, em alguns meses consigo obter um resultado próximo ao CPC do Adsense. Então, por esse motivo não descarto o CPA, mesmo que não seja a principal fonte de renda do meu blog.

    Vale lembrar que só comecei a obter resultado com programas CPC, CPA e CPM, quando passei a trabalhar com eles de forma correta. Então se não está ganhando dinheiro com alguma dessas formas, é preciso avaliar se não está fazendo algo errado.

    Mesmo assim ressalto que resultados vem com tempo, e antes de ganhar dinheiro com qualquer tipo de programa, é preciso gerar tráfego significativo. Essa é minha opinião, e como funcionou de fato pra mim.

    29/01/2012

    Responder
  • Dalton

    A minha opinião é a seguinte: é válido o pensamento de que as empresas determinam o modelo, e se quisermos, incluímos no blog ou não. O custo por ação é uma ótima fonte de renda se você tem um blog de nicho e consegue expor publicidade contextualizada com o assunto do blog, como acontece com o Adsense. Agora, se vc escreve sobre qualquer coisa que vem na mente, ou sobre aquele assunto da hora que vira assunto nos jornais, cara, não adianta ficar chorando chupando dedo, reclamando por aí, revoltado, se o blog não gerar renda com a publicidade CPA.

    Os programas de afiliados geram sim, uma ótima grana se o cara tiver cabeça pra saber mexer com a coisa. Se por exemplo, meu irmão tiver ganhando uma grana boa com Adsense, Cursos24Horas e outros, pra que ele vai questionar as coisas? Conheço uns (poucos) blogueiros que se dão bem, e não andam reclamando, certamente pq sabem como trabalhar.

    E se a galinha de ouro se revelasse pra todos? Estudar é preciso, medir é necessário e mudar quando não tiver jeito! Trabahar com programas do tipo CPA requer TÉCNICA para se ganhar alguma coisa. Colocar em questionamento se vale a pena ou nao trabalhar com Adsense, é no mínimo ridículo.

    29/01/2012

    Responder
  • €mpregodinheiro

    Já conhecia essa verão do Ferramentas Blog, interessante.

    29/01/2012

    Responder
  • zorreta

    Olá Paulo,
    Antes de mais parabéns pelo excelente artigo.

    Embora atualmente a minha principal fonte de rendimentos na Internet seja afiliados, as vendas que faço são praticamente todas através das redes sociais, seja sobre que área for.
    Tenho sites com alguns milhares de visitas dia, com o mesmo gênero de leitores com que lido nas redes sociais, e tenho dias consecutivos sem fazer uma única conversão. Talvez possam ser as campanhas mal escolhidas ou a forma de apresentar os anúncios. No entanto, visto serem páginas com um elevado número de pageviews, o CPM interessou-me bastante, embora não conheça nenhum programa recomendado para Portugal. Tem alguma sugestão?

    Abraço!

    29/01/2012

    Responder
  • Gustavo Freitas

    Paulo,
    parabéns pela abordagem. Para não fugir a minha responsabilidade de Problogger, também escrevi um artigo, ele acabou de ser publicado no Quero Criar um blog. Para não infringir as normas do ED, coloquei o link completo na url, então os que quiserem saber minha opinião a respeito, é só entrar e verificar. Para os que não quiserem, vai um resumo.
    No artigo trato sobre "A realidade dos programas de afiliados no Brasil" mostrando como nós, blogueiros, somos explorados por "empresas" nada idôneas.
    Espero poder ter sua opinião no artigo.
    grande abraço.

    30/01/2012

    Responder
  • Thomas

    Caro Paulo,

    Entendo que a chave para ser bem sucedido com progamas de afiliados é a lista de emails. Então pergunto, qual o aplicativo que você usa para enviar emails? Alguma dica de aplicativo?

    30/01/2012

    Responder
  • Gregoria Correia

    Tenho que agradecer ao Marco por ter levantado este assunto, li o seu artigo e penso que é forte demais para um iniciante como eu, considero-o um grande desafio. Reconheço grande admiração pelo pelo ponto firme que o Paulo manteve durante esta discussão para nos encorajar a seguir o nosso caminho.
    Adorei!

    30/01/2012

    Responder
  • Rafael

    Muito bom a matéria, bom que ambas as partes estão em busca de melhorias e sendo exemplo de determinação para mostrar para todos que existe várias formas de alavancar os rendimentos dos nossos sites. Grande sucesso a todos.

    31/01/2012

    Responder
  • FABIO

    Fiquei confuso agora. Sempre li artigos do ferramentasblog, que por sinal são muito bons. Agora ele escreve um artigo sobre não recomendar.

    Interessante que hoje o Marcos não recomenda, mas o mesmo já indicou em seu site neste link http://bit.ly/zSygwa

    Vai entender!

    Prefiro ficar com as dicas do escoladinheiro....

    01/02/2012

    Responder
    • Fábio,

      Não é preciso ficar confuso. Basta ler com atenção meu artigo e as questões que levantei e, somando a isso, ler as sugestões que o Paulo fez direcionando ao meu trabalho.
      O que fiz foi mostrar aos blogueiros que, mesmo mantendo minha posição estou disposto a testar e experimentar, algo que TODOS temos de fazer.

      Mesmo que eu seja um blogueiro reconhecido e respeitado, não sou dono da verdade. Além disso levantei uma discussão e não me fechei a outras possibilidades, mostrando que todos estamos aprendendo, mesmo os mais experientes.

      01/02/2012 Marcos Lemos

      Responder
  • Rui Ludovino

    Perfeita analise sobre programas de afiliados, eu trabalho com diversos programas e dão-me uma rentabilidade bem superior do que qualquer outra coisa que tenha tentado....é só preciso escolher os que convertem e....que que possuem bons serviços...não se deve (pelo menos eu não) promover coisas que nao prestam.

    01/02/2012

    Responder
  • William Rufino

    Sem contar que ele colocar artigos com informação errada no blog, e não aceita o comentário onde eu falei onde ele estava errado e como corrigir.....

    Péssimo blog.

    02/02/2012

    Responder
  • Artur Ribas

    Programas de afiliados são sim ótimos, é uma pena que no Brasil e em Portugal não temos muitas ofertas

    Nos Estados Unidos trabalhar com CPA Marketing é 100x melhor, milhares de ofertas, de todos os tipos, para todos os públicos.

    07/02/2012

    Responder
  • Dicas para blogs

    Ola Paulo,

    Concordo contigo amplamente. Em minha rede de blogs, os programas de afiliados são responsáveis por aproximadamente 90% da rentabilidade. Sem eles, sem dúvidas meus rendimentos seriam reduzidos drasticamente.

    Parabéns pelo artigo.

    Um abraço
    Adriano Luz

    07/02/2012

    Responder
  • Denilson

    O debate é muito importante. Estou a pouco tempo com dois blogs e já usei vários programas de afiliados. Atualmente o quê rentabilza melhor é o adsense, porém uso um CPA que não é ruim também. Porém as conversões são poucas, se comparada com o número de cliques elevados que os banners recebem. Na verdade, ainda estou à procura de uma orientação melhor para os meus blogs, afim de aproveitar o número de visitas diárias. São poucas, mas vão de 1200 a 1700 diárias (apenas um blog), de segunda a sexta, e caindo para 800 a 700 nos finais de semana. O estranho é que os ganhos diários não alteram, mesmo com a redução das visitas. Ainda tenho que aprender muito. Agradeço a todos, pois a dicas são muito importantes. Apartir de agora serei um leitor assiduo do "Escoladedinheiro"".

    08/02/2012

    Responder
  • José Antonio

    Lí os artigos dos 2 blogs , e logo vi que seria um assunto que renderia boa discussão sadia.
    Marcos Lemos e Paulo Faustino são 2 Grandes monstros em se tratando de Blogar, e nós que o acompanhamos só temos a aprender com tantos assuntos provenientes destes 2 blogs.
    Parabéns.

    12/02/2012

    Responder
  • Wanderley Santos

    Ola Paulo, achei interessante o artigo e penso que todos os argumentos e estrategias são validos pois ainda estamos construindo meios e modos de atuar na internet e isto ainda vai levar muito tempo para se estabelecer em regras mais solidas e definitivas, se é que chegaremos a isto, dado a dinamica da propria internet, mas no estagio atual todo debate é valido. Um grande abraço do Wanderley Santos

    13/02/2012

    Responder
  • Leonardo Canto

    Acho que os programas de afiliados são excelentes, mais muitas pessoas não conseguem desenvolvelos em seus blogs, acabam escolhendo programas de afiliados errados, ou o tipo errado eai não conseguem sucesso. Acredito que os programas de afiliados também poderiam ajudar seus afiliados criando uma area de marketing fazendo um tutorial de como se usar ao maximo o programa seria melhor para todos.

    27/03/2012

    Responder
  • Cássia Santana

    Paulo, acho o texto muito interessante Os homens devem saber melhor sobre afiliados e apesar de já ter me cadastrado em alguns ainda não consegui criar valores monetários. Esse não é o meu único interesse na blogosfera, mas, confesso o interesse. Continuo estudando por aqui.... Quem sabe um dia?

    07/06/2012

    Responder
  • simone

    Na verdade a dificuldade maior é programas de afiliados idoneos. Exemplos,
    no google adsense tive minha conta desativada qdo estava completando os 100,00 para saque (apos 2 anos de trabalho). Nem questionei o fato de comprovarem, pois no seu contrato eles deixam explicito que não comprovam o mau uso do afiliado, mas exigi a comprovação da devolução do dinheiro aos anunciantes (como anunciado no contrato) e nunca tive retorno. Não fiz mal uso do adsense no meu site, mas comprei atraves deles.
    no mercado socio eu mesma comprei atraves de meu link no site e as 3 compras não foram contabilizadas (outras sim). Não retornam o contato nem a pau.
    O parceria perfeita, idem (so me responderam apos postar no reclame aqui e ainda assim prometeram me pagar pois desisti do programa e tinha saldo e até hoje nada).
    A boo-box pra pagar já pede ANTES o recibo de pagamento, o sistema de liberação pra pagamento é muito dubio e, na contabilização de visualizações tive meses zerados e magicamente estas apareceram apos 3 reclamações feitas pelo formulario de contato.
    Sinceramente, tenho 1 pes atras de empresas que apresentam grande numero de reclamações no RECLAME AQUI e 2 com aquelas que nem respondem as reclamações.
    Ainda estou testando programas de afiliados, me considero novata nesta area, mas o principal que enfrento é a falta de credibilidade de várias.
    Alguma dica?

    15/09/2012

    Responder
  • Isac

    Muito bom o artigo. Meu blog ainda é novo e não comecei a monetizar, mas com certeza quando eu começar será aqui minha escola de monetização. Já me ensinou muito com esse post, até mais.

    08/10/2012

    Responder
  • Leandro

    Muito bom, no começo não é fácil monetizar, mais com o tempo, e escolhendo um bom afiliados, é possível sim !!! Experiencia própria.

    23/11/2012

    Responder
  • Douglas Duilio

    Estou a procura de programas de afiliados ainda, não fui aceito pelo adsense que pensei ser uma das formas mias rentaveis por ser CPC. Ao longo do tempo pescebi que a forma CPA também gera algum lucro mas depende mesmo da conversão que o nicho do blog proporciona, qualidade do público e muitas visitas.

    Ter um blog do blogspot fica difícil alcançar tal façanha. Inclusive a taxa de rejeição por programa de afiliados torna-se ainda maior por ser um domínio de terceiros.

    05/12/2012

    Responder
  • Ubiratan

    Eu colocava banners do Google em meu site, do dia pra noite eles cancelaram minha conta e ficaram com minha comissão, é uma roubada o google. prefiro ganha comissão por vendas.

    24/08/2013

    Responder
  • Marcelo

    Parabéns pelo artigo.
    Atualmente utilizo o adsense e o adsafiliados.com.br, que conheci faz pouco tempo, eles pagam somente por CPM o que eu acho muito justo.

    24/08/2013

    Responder
  • benny

    Suas dicas são todas bacanas ajuda muito valeu!

    02/09/2013

    Responder
  • Larissa Domiciano

    Quero partir para o CPA, mas não tenho encontrado muitas idéias boas, ou estou errando demais nas escolhas.

    30/06/2014

    Responder

Deixe seu comentário

Seu Gravatar

Rede Escolas Plus

  • Psicologia

    Artigos sobre Psicologia, Motivação e muito mais, de uma forma prática e simples que lhe permitem melhorar a sua vida pessoal e profissional.

  • Criatividade

    Melhore a sua Criatividade através de tutoriais de desenvolvimento web, webdesign, dicas de inspiração, e muito mais.

  • WordPress

    Torne seu WordPress numa verdadeira máquina com nossos artigos, templates exclusivos, plugins e tutoriais totalmente em português.

  • Freelancer

    Arrisque em sua carreira de Freelancer seguindo nossas estratégias, dicas e recomendações, e leve seu negócio ao sucesso já hoje.

  • Apostas

    Gostava de ganhar dinheiro com seus palpites sobre esportes? Siga nossos tutoriais e dicas sobre como fazer apostas esportivas.