Conversion Hero

Como escolher o nicho perfeito para ganhar dinheiro com seu novo blog

Um dos maiores problemas que enfrentamos enquanto blogueiros é a dificuldade de encontrar bons nichos para atuar. Seja para ganhar dinheiro ou apenas por hobby, encontrar bons assuntos para escrever se tornou um desafio. Hoje, além de se preocupar com o texto de qualidade, a correta otimização do blog e a vontade permanente de escrever, um blogueiro precisa fazer uma bela pesquisa de mercado para saber se não estará escrevendo à toa, seja pelo público que não lê o conteúdo ou pelo dinheiro que nunca virá.

Pensando nisso, resolvi criar um artigo sobre como escolher um nicho de mercado excepcional para atuar. Nesse caso, especificamente, como sempre falamos em dinheiro não vou falar sobre hobby, apenas sobre monetização. Além disso, quero dedicar esse artigo às pessoas que ficaram em dúvida sobre qual assunto escolher para promover os produtos do Hotmart, quando falei sobre o assunto há algum tempo.

Quando pensamos em nichos de mercado podemos facilmente identificar um cenário que envolve a blogosfera como um todo. A grande maioria dos blogueiros, incluindo eu e você, pelo menos um dia passou por isso:

O problema: Muitas pessoas não fazem idéia de qual nicho escolher e acabam se dedicando a assuntos que não suportam simplesmente por pensarem que serão extremamente rentáveis. Quando se dão conta de que fizeram a escolha errada, por não terem o retorno financeiro desejado, acabam desistindo de blogar. Na grande maioria das vezes essas mesmas pessoas encorajam outras a fazer o mesmo. Surge assim os ex. blogueiros céticos.

Apesar de as palavras desse “problema” serem um pouco duras para algumas pessoas, é uma infeliz realidade. O correto seria não desistir de blogar, mesmo errando 1.000.000 de vezes, porém muitos novos blogueiros desistem em seus primeiros meses. Como para tudo existe uma solução, aqui está a nossa:

A Solução: Nenhum blogueiro vira um bom blogueiro sem errar. É como disse certa vez o autor do livro “Pai Rico, Pai Pobre”, Robert Kiyosaki: “Uma pessoa de sucesso vai falir pelo menos uma vez em sua vida. Então, que seja o quanto antes.” Todos estamos sugeitos a errar, mas podemos aprender o certo antes que isso aconteça. Como solução, mostrarei quais são as características de um bom nicho e como você poderá escolher o melhor para iniciar seu negócio.

COMO É COMPOSTO UM NICHO DE MERCADO?

Vamos começar a viajar… Imagine que você é o dono de um hotel em Salvador que necessita alavancar suas vendas criando um site com sistema de reservas online. Para gerar tráfego para ele, você cria também um blog e começa a postar conteúdo relevante e de qualidade que em pouco tempo atrai um público interessado em fazer algumas reservas.

Considerando o cenário acima, temos:

  • Mercado: Turismo
  • Área de Interesse: Hospedagem
  • Linguagem de Mercado: Hotéis em Salvador, Hotéis no Nordeste, Férias no Nordeste, Férias em Salvador

Esquema Turismo

Note que seu hotel está incluído no mercado de turismo onde a área de interesse é hospedagem e possivelmente as pessoas chegarão ao seu blog através de assuntos como hotéis em Salvador, hotéis no Nordeste, férias em Salvador, etc. A linguagem de mercado nada mais é do que as principais keywords de um determinado assunto. Ela representa as diversas maneiras de se chegar ao seu site e, no final, é ela que compõe suas visitas mais significativas. Vejamos:

  • Para a keyword Hotéis em Salvador seu blog recebe 300 visitas por mês.
  • Para a keyword Hotéis no Nordeste seu blog recebe 100 visitas por mês.
  • Para a keyword Férias no Nordeste seu blog recebe 500 visitas por mês.
  • Para a keyword Férias em Salvador seu blog recebe 400 visitas por mês.
  • No final, através das principais keywords, seu blog recebe 1.300 visitas por mês;

Um nicho de mercado é composto basicamente por um assunto geral (mercado), extremamente concorrido e sem muito valor comercial, por ser extremamente geral, seguido de uma área de interesse e dos assuntos específicos, menos concorridos e mais valorizados comercialmente.

POR QUE ALGUNS NICHOS NÃO RENDEM?

Há cerca de dois meses ouvi uma história interessante de um corretor de imóveis, que vou chamar de João, aqui na cidade onde eu moro. O mês era Junho de 2010 e as vendas estavam fracas em toda a imobiliária. Muitos corretores haviam sido dispensados por não conseguirem atingir as metas estabelecidas, que naquela época era de 3 vendas mensais. Como esse era um mês relativamente fraco, competir com 5 outros vendedores pela venda de 15 imóveis era um pouco complicado. João havia fechado, até o dia 25, dois negócios no valor 200 mil cada e ganhado uma comissão de 4 mil reais (pagos depois da concretização), porém sua meta ainda não tinha sido cumprida. Faltava vender um imóvel e restavam apenas 5 dias para o fim do mês. No dia 26, João começou a atender um casal simpatico de velhinhos que estava à procura de uma casa que fosse, entre outras coisas, pequena, aconchegante e barata (na faixa dos 150 mil). Depois de procurar em seu sistema, o corretor selecionou diversos imóveis promissores que, para ele, gerariam excelentes comissões se fossem vendidos e lhe renderiam muitos elogios por estarem à venda há muito tempo. João os apresentou aos velhinhos dizendo: “Olha, tenho aqui 4 casas na faixa dos 180 mil, muito bonitas e espaçosas. Vocês gostariam de conhecer?” A resposta foi um belo e singular NÃO. Resumindo, o negócio foi perdido. João acabou batendo sua meta com outra venda, mas aprendeu uma lição de ouro com os dois velhinhos: “Ofereça o que o seu cliente quer, não o que beneficiará a você mesmo!

Por que o casal de velhinhos não aceitou ao menos olhar as casas propostas pelo corretor? Simplesmente porque eles pediram uma casa pequena e ele ofereceu casas grandes. Eles pediram uma casa barata e ele ofereceu casas caras. Eles pediram uma casa aconchegante e ele ofereceu casas bonitas. O mesmo acontece com os nichos de mercado. Se o objetivo é ganhar dinheiro, não adianta escolher um nicho que agrada apenas a você, assim como não adianta escrever o que os leitores não querem ler. Fazer isso é o mesmo que pular do avião sem paraquedas.

O QUE É NECESSÁRIO ENTENDER PARA ESCOLHER UM NICHO?

O que sabemos, sem entender de monetização, é que para ganhar dinheiro com blog é preciso muito tráfego. Falando leigamente, quanto mais artigos, maiores são as chances de aparição através de uma keyword qualquer no Google, maior é o número de visitas e visualizações de páginas, e maior é a quantidade de conversões. Porém, um nicho necessita muito mais do que isso. É preciso que o assunto atenda a três necessidades básicas:

  • Deve ser procurado. As pessoas precisam procurar pelo assunto que você escreve. Isso garante que o blog receberá um bom tráfego ao longo do tempo.
  • Deve ter uma concorrência razoável. A concorrência para com outros sites deve estar em um nível aceitável. Isso garante que os assuntos publicados possam chegar rapidamente na primeira página do Google com um pequeno esforço.
  • Deve ser comercializável. As pessoas que procuram por esse assunto devem ter um desejo por algum produto relacionado a esse nicho. No exemplo do hotel, o desejo poderia ser passar as férias em Salvador. Esse desejo despertaria uma vontade de clicar em um anúncio e gastar reservando um quarto no hotel.

COMO ENCONTRAR O NICHO CORRETO?

Encontrar o nicho que seja perfeito para monetização não é uma tarefa fácil. Muitas vezes selecionamos assuntos que poucas pessoas procuram ou, quando temos sorte de ter uma quantidade razoável de buscas, são assuntos em que os leitores estão somente interessados em sugar o conteúdo, mas não em comprar um produto. Um exemplo clássico são os sites de download de filmes e músicas onde milhares de pessoas estão interessadas em baixar o conteúdo, mas não a comprar. Portanto, ninguém está disposto a disponibilizar um produto para esse nicho.

A fim de mostrar o processo de escolha de um nicho de maneira clara, simples e muito objetiva, listei 5 passos pelos quais você deve passar sempre que pensar em criar um novo blog pensando em ganhar dinheiro.

Ebook Exercícios para blogueiros

1 – DEFINA O TEMA PRINCIPAL

Antes de qualquer coisa, faça uma lista com os possíveis temas que você deseja tratar em seu novo blog. Os temas devem ser compostos de uma ou duas frases que o descrevam. Anote tudo no bloco de notas. Para isso, utilize uma técnica muito inteligente e óbvia, mas que poucas pessoas fazem (inclusive eu até pouco tempo atraz). Abra qualquer site de classificados online, como Mercado Livre, Bom Negócio, OLX, etc. e anote algumas categorias das quais você gostaria de falar. Nesse momento NÃO SE PREOCUPE COM MAIS NADA. Ainda não é a hora de ser crítico. Anote pelo menos 10 categorias ou assuntos dos quais você escreveria sem dificuldade. Lembre-se de que são apenas uma ou duas palavras. Para exemplificar, selecionei o seguinte:

  • Barcos
  • Download
  • Imóveis
  • Empregos
  • Moda
  • Beleza
  • Animais
  • Hobbies
  • Decoração
  • Jóias

2 – ENCONTRE OS SUBTEMAS

De posse dos 10 assuntos, vá até a ferramenta de palavras-chave do Google AdWords e faça o seguinte, inclua um dos assuntos no campo “Palavra ou frase”, coloque o filtro “Pesquisas locais mensais” <= 100.000 para evitar keywords muito genéricas e clique em “Pesquisar”.

Keyword Tool AdWords

Serão apresentadas diversas sugestões de keywords relacionadas ao assunto que você indicou.

Busca por Barcos

Ordene os resultados pela coluna “Pesquisas locais mensais” e selecione mais 10 assuntos dos quais você se sentiria confortável para escrever. Caso não se sinta confortável com um tema, descarte-o. Anote tudo em uma planilha eletrônica, logo abaixo do assunto principal. Nesse exemplo, ficou assim:

Montagem do Excel 1

Faça isso para todos os 10 temas que você selecionou. Ao final você terá uma planilha com 10 temas principais e 10 subtemas para cada tema.

3 – VERIFIQUE SE O SUBTEMA É PROCURADO

Agora chegou a hora de levar em consideração um detalhe muito importante nas buscas, o volume mensal de pesquisas locais. Esse volume representa o total de buscas realizadas no país selecionado, porém não significa que um site na primeira página receberá essa quantidade de visitas. Considere que elas são distribuídas da seguinte forma:

  • O site na primeira posição recebe em média 42% dos cliques
  • O site na segunda posição recebe em média 12% dos cliques
  • O site na terceira posição recebe em média 8% dos cliques
  • O site na quarta posição recebe em média 6% dos cliques
  • O site na quinta posição recebe em média 5% dos cliques
  • O site na sexta posição recebe em média 4% dos cliques
  • O site na sétima posição recebe em média 3% dos cliques
  • Os outros recebem os 2% restantes

Baseado nisso, um site cuja keyword aparece com 50.000 buscas locais mensais na verdade receberá visitas baseado na posição em que estiver:

  • Se estiver na primeira posição, receberá no mês 21.000 visitas teoricamente
  • Se estiver na segunda posição, receberá no mês 6.000 visitas teoricamente
  • Se estiver na terceira posição, receberá no mês 4.000 visitas teoricamente
  • Se estiver na quarta posição, receberá no mês 3.000 visitas teoricamente
  • Se estiver na quinta posição, receberá no mês 2.500 visitas teoricamente
  • Se estiver na sexta posição, receberá no mês 2.000 visitas teoricamente
  • Se estiver na sétima posição, receberá no mês 1.500 visitas teoricamente
  • Se estiver da oitava posição em diante, poderá receber 1.000 visitas ou menos

Sabendo disso, vá até a ferramenta de análise de keywords e inclua as 10 keywords de cada subtema no campo “Palavra ou frase”, clique em Pesquisar e ordene novamente pelas pesquisas locais mensais.

Google Keyword Tool

Exclua da sua planilha eletrônica todas as keywords cujas pesquisas mensais são menores de 20 mil, pois essas não lhe renderão bom tráfego a não ser que você esteja imediatamente posicionado em primeiro lugar nas buscas. Faça isso para cada um dos subtemas. Note que na imagem acima as palavras barcos de pescadores, velas de barcos e barcos a motor recebem menos de 20 mil buscas mensais, portanto poderão não render boas visitas.

4 – VERIFIQUE A CONCORRÊNCIA DO SUBTEMA

Para cada uma das keywords restantes, dos subtemas, você fará um trabalho um pouco mais árduo. Vá até o Google e faça uma pesquisa simples por cada palavra. Depois disso anote em sua planilha o seguinte:

  • A quantidade total de resultados [1]
  • O endereço do site que está em primeiro lugar [2]
  • Quantos anúncios possuem exatamente a keyword informada [3]

Veja como ficaria nesse exemplo:

Pesquisa no Google

Anote todas essas informações em sua planilha eletrônica da seguinte maneira:

Excel 2

Baseado nessas informações você poderá analisar, mais a frente, se a concorrência para o tema escolhido é muito grande ou se com um pequeno esforço você poderá obter bons resultados, como um primeiro ou segundo lugar nas pesquisas do Google.

5 – VERIFIQUE SE O SUBTEMA É RENTÁVEL

Depois de tudo isso, chegou a hora de usar o “tato” para identificar se o tema em geral é comercializável, ou seja, se tem potêncial para gerar lucro. A maneira mais comum de fazer isso seria verificando o CPC Médio através da ferramenta de análise de keywords, porém um nicho vai além do que um simples anúncio do AdSense. Para identificar se o tema como um todo tem potêncial de gerar dinheiro faça o seguinte:

  • Pesquise por produtos relacionados tanto no Clickbank quanto no Hotwords. Existem bons produtos?
  • Encontre um problema relacionado ao tema e pergunte-se se alguém pagaria para ter esse problema resolvido. Alguém pagaria?
  • Dos anúncios que você identificou em suas pesquisas no Google, pelo menos 50% tem uma variação da keyword do subtema? Por exemplo, se você viu 10 anúncios e 5 deles tem a variação da keyword no título isso representa 50%.

Se você respondeu sim a essas três perguntas, pode ter certeza que o nicho é rentável. Anote tudo em sua planilha para que você possa fazer a análise final. Veja uma prévia de como ficou:

Excel 3

6 – FAÇA UMA ANÁLISE FINAL

Com a planilha toda preenchida, chegou a hora de fazer a análise final do nicho. O que você deve considerar, primeiramente como fator de exclusão é o fato de o nicho ter alguma possibilidade de monetização. Portanto, dos 10 subtemas selecionados, exclua aqueles que possuem duas respostas “não” para as perguntas acima:

Excel 4

Agora exclua os subtemas cujas “URL do primeiro colocado” sejam um domínio principal ou subtemas que contenham mais de 5 anúncios com a keyword exata na coluna “Anúncios” (eles concorrem diretamente com a keyword do subtema, portanto não são interessantes). Veja como ficaria:

Excel 5

Ao final de tudo isso você terá uma planilha enxuta e com dados básicos que garantem, pelo menos teoricamente, que os temas tenham um bom nível de concorrência, uma boa quantidade de buscas e grande possibilidade de ganhar dinheiro pela internet. Note que ao longo do processo você excluiu muitos subtemas, então, baseado nesses dados, selecione o nicho em que sobraram mais subtemas disponíveis. Dessa forma você terá um grande leque de possibilidades de ganhos com seu novo blog além de ter mais assunto para escrever. A planilha final, com apenas 2 temas nesse exemplo, ficou assim:

Excel 6

Apesar de aqui tratarmos de apenas 10 temas com 10 subtemas cada um, você pode ajustar esses números de acordo com a sua vontade ou necessidade. Quanto mais você listar, mais confiável será a análise.

Abraços!

Artigos
Relacionados

Rede Escolas Plus

  • Psicologia

    Artigos sobre Psicologia, Motivação e muito mais, de uma forma prática e simples que lhe permitem melhorar a sua vida pessoal e profissional.

  • Criatividade

    Melhore a sua Criatividade através de tutoriais de desenvolvimento web, webdesign, dicas de inspiração, e muito mais.

  • WordPress

    Torne seu WordPress numa verdadeira máquina com nossos artigos, templates exclusivos, plugins e tutoriais totalmente em português.

  • Freelancer

    Arrisque em sua carreira de Freelancer seguindo nossas estratégias, dicas e recomendações, e leve seu negócio ao sucesso já hoje.

  • Apostas

    Gostava de ganhar dinheiro com seus palpites sobre esportes? Siga nossos tutoriais e dicas sobre como fazer apostas esportivas.