Conversion Hero

Tendências para o mercado de Afiliados em 2013

O mercado de Afiliados, pese embora esteja em franco crescimento no Brasil, é ainda um mercado muito novo e pouco explorado, tanto pelos publishers e blogueiros, como pelas empresas de marketing e afiliados. Nos Estados Unidos esse mercado de webmarketing está alguns anos à frente da realidade do Brasil, mas essa tendência irá certamente alterar-se ao longo dos próximos anos, especialmente quando as empresas começarem a perceber as enormes vantagens de trabalhar com esse modelo de partilha de receitas. Depois de participarmos do Affiliate Summit West 2013 de Las Vegas e com a experiência que temos adquirido também na organização do evento Afiliados do Brasil de São Paulo, ficamos a perceber algumas daquelas que serão as maiores tendências para esse mercado durante 2013 e a verdade é que tanto blogueiros quanto empresas, deverão tentar posicionar-se e adaptar-se a essa realidade, para que possam conseguir os melhores resultados possíveis durante este ano.

O mercado de Afiliados precisa evoluir, amadurecer e acima de tudo expandir. São precisas mais ofertas, melhores ofertas, mais transparência e uma maior seriedade na forma de fazer negócios, para que esse mercado possa explodir, tal como aconteceu nos Estados Unidos. E para que isso aconteça, é necessários nos adaptarmos às novas realidades, mas acima de tudo não temermos a concorrência. Porque na verdade, é a concorrência que nos permite evoluir e estar constantemente procurando novas formas de crescimento.

MAIORES PAYOUTS E RECEITAS

Com um mercado cada vez mais populado por anunciantes e empresas interessadas em fazer negócio, uma das tendências de mercado será sem dúvida a subida dos valores de pagamento por CPA em campanhas. Atualmente muitas empresas que têm campanhas de afiliados estão pagando valores miseráveis por cada conversão na campanha, pelo que os blogueiros e publishers que não tenham uma quantidade considerável de tráfego, terão muitas dificuldades para ganhar dinheiro com essas mesmas campanhas.

À medida que o mercado for abrindo e a concorrência for aparecendo, será natural a subida dos valores pagos para afiliados, até porque na verdade são os afiliados que geram a grande maior parte da receita para essas empresas. Com o Google Adsense pagando em torno de 60% do valor de um clique, o que até se pode considerar uma percentagem muito boa, outros anunciantes no mercado de afiliados terão tendência para aumentar suas comissões e tentar motivar seus afiliados para gerarem maior negócio e consequentemente mais receita para ambas as partes.

GEO-LOCALIZAÇÃO POR CAMPANHA

Uma das coisas que temos ouvido falar muito nos últimos tempos é sobre a geo-localização em publicidade. Banners publicitários que fazem leitura do IP do usuário para mostrarem conteúdo personalizado e baseado na localização desse mesmo usuário é parte do futuro do mercado de Afiliados. Existem já bastantes empresas trabalhando no sentido de oferecer este modelo de publicidade, que lhe permitirá monetizar diferentes tipos de público, como por exemplo usuários do Brasil e usuários de Portugal.

geo localização

Neste exemplo podemos ver como uma empresa apresenta um mesmo banner de 300×250 de forma diferente dependendo da zona geográfica de onde o usuário acessa um site. Se ele estiver na América Latina, aparecerá o banner do lado esquerdo, enquanto que para o resto do Mundo aparecerá o banner da direita. Este tipo de funcionalidade, aplicado às várias áreas e nichos de mercado, será uma tendência crescente em 2013 e uma oportunidade fantástica para blogueiros e publishers aumentarem as suas conversões.

APOSTA NO MERCADO MOBILE

mobileO mercado mobile será também uma das grandes tendências para o mercado de afiliados em 2013 e um pouco para a internet no seu geral. Com o crescimento do número de usuários e acessos através de dispositivos móveis como Smartphones e Tablets, a tendência será para a adaptação de layouts, sites e lojas de e-commerce a essa nova realidade, mas também à de empresas de afiliação que passarão a ter opções de monetização de afiliados por meio do Mobile, conforme este exemplo apresentado à direita, em que o usuário vê uma propaganda da HP enquanto acessa um conteúdo de um blog através do seu smartphone, por exemplo.

Empresas como a Netaffiliation e a Swelen já trabalham de perto com a exploração do marketing de afiliados em Mobile, oferecendo diversas campanhas e monetização do tráfego que é gerado via acesso mobile por parte dos usuários de um determinado site ou blog. Se você tem muito tráfego no seu blog por meio de smartphones ou tablets, você deverá aproveitar esta oportunidade e começar desde já a monetizar esse tráfego. O mesmo se aplica à configuração e adaptação dos seus conteúdos às pequenas telas dos smartphones e tablets. Você precisa inovar, trabalhar o seu layout para que ele seja responsivo e oferecer todas as condições para os seus usuários que preferem acessar o seu blog nas telas mais pequenas.

RETARGETING E DISPLAY DO JEITO CERTO

O retargeting é uma tecnologia que permite que o cliente veja a marca do anunciante ao longo de sua visita pelo site ou mesmo depois de já ter saído. Isso é feito baseado em diversos filtros definidos pela empresa responsável. De acordo com as ações anteriores tomadas pelo cliente, sejam elas uma visualização de banner, acompanhamento de newsletter, visita de um perfil no Facebook, etc., o sistema decide por mostrar ou não uma propaganda. Dessa forma o cliente fica mais exposto à marca e as chances de que ele clique no anúncio e compre um produto são maiores.

O retargeting, que por sinal já é usado por muitas empresas de afiliados por esse mundo fora, será também uma das grandes tendências para o mercado de afiliados em 2013. Ao visualizar uma campanha no seu site, o usuário acabará por visualizar a mesma campanha em outros canais de mídia, ficando mais exposto ao anúncio e aumentando as chances de ele comprar e gerar receita para o seu site/blog. O display de banners publicitários irá também continuar a melhorar, não apenas com a integração de tecnologias avançadas de geo-localização, mas também em termos de possibilidades, como a subscrição de serviços, a visualização dinâmica de produtos, entre outros. Acompanhar essas tendências por meio das empresas de afiliados com que você trabalha é fundamental para explorar ao máximo todas essas potencialidades.

APOSTA NAS MÍDIAS SOCIAIS

mídias sociaisMuitas empresas de afiliados já permitem que os seus afiliados (você e nós) promovam determinadas campanhas por meio dos seus perfis nas mídias sociais. Se você tem páginas de fãs no Facebook com milhares de usuários ou perfis no Twitter com milhares de seguidores, essa é também uma oportunidade muito boa de você começar a monetizar eficientemente o seu público, e começar a gerar uma maior receita através dos diversos canais de mídia com que você trabalha.

Algumas empresas de afiliados listam nas opções da campanha se o anunciante permite ou não que você promova essa mesma campanha através das mídias sociais. Isto é uma oportunidade muito boa para você começar a rentabilizar os seus perfis no Facebook e Twitter, e aumentar também as suas receitas de forma gradual.

Em Dezembro fizemos alguns testes através do Facebook e da publicação de produtos por meio de links de afiliado, para avaliarmos até que ponto o público se interessaria por esse tipo de recomendações. Embora não tenhamos aplicado um período de 15 ou 30 dias com publicações recorrentes, fizemos alguns testes com 2 ou 3 produtos para avaliarmos a receptividade, e o resultado foi mais ou menos este:

vendas

Percebemos que os produtos são bem aceites pelo público, tendo em consideração o número de curtidas e partilhas, bem como os comentários deixados na publicação, e percebemos também que esse tipo de estratégia pode ser bastante rentável. Os 26 produtos que vendemos por meio da Amazon geraram um total de $869,61 dólares de vendas e uma comissão de $45,30 dólares para nós. Logicamente, esse valor é muito baixo, mas o teste também não realizado intensivamente. Calculamos que publicando 2 a 3 produtos por dia, juntamente com as outras postagens diárias, por um período de 30 dias, a receita poderá ser muito, mas muito maior. E foi precisamente isso que quisemos perceber, para que agora nos possamos programar no sentido de explorar essa oportunidade.

MAIS EMPRESAS E CONCORRÊNCIA

Em 2013 a tendência será também para o aparecimento de mais empresas na área dos Afiliados, o que fará com que a concorrência nessa área seja maior. Com isso, os blogueiros e publishers acabarão por sair ganhando, uma vez que mais concorrência significa valores mais altos de comissão, mais oportunidades e acima de tudo uma maior escolha na hora de promover uma determinada campanha. Se uma empresa de afiliados não trabalhar bem e não for respeitável, haverá sempre a oportunidade de mudar de empresa e continuar a promover a mesma campanha por meio de uma concorrente. Logicamente, haverá casos de campanhas que são exclusivas de uma rede de afiliados, e nesses casos nada poderá ser feito.

A transparência será outros dos factores a melhorar em 2013. Muitas empresas ainda trabalham para sacanear os seus afiliados, limpando comissões, atrasando os pagamentos e tudo mais. No futuro essas empresas não terão espaço de manobra no mercado e acabarão por se dar mal, com a sua concorrência a superá-las em todos os aspectos e dando melhores oportunidades para os seus clientes. Quem não trabalhar de forma séria e respeitável acabará por perder esse barco. O cliente é tudo, e trabalhar com afiliados significa estar em constante contato com eles e ajudando-os nas suas dúvidas e questões, bem como na alavancagem do volume de negócios.

UM MERCADO EM CRESCIMENTO

Num estudo recente sobre o mercado de Afiliados a que tivemos acesso, ficou claro que o investimento nesse mercado até 2016 terá uma tendência de crescimento, com cada vez mais empresas investindo nessa modalidade de divulgação. Isto significa não só que a concorrência será maior, como também que blogueiros e publishers irão ganhar mais dinheiro no futuro, à medida que forem aparecendo cada vez mais ofertas e uma maior diversidade ao nível dos nichos de mercados.

estudo

Nos próximos 3 anos essa tendência de crescimento fará com que o mercado de Afiliados se torne ainda mais na principal fonte de receita dos blogueiros e publishers, pelo que se ainda não trabalha com afiliados nos seus sites e blogs, você não deverá perder esta oportunidade única de rentabilizar seus projetos online e de tirar partido desse crescimento contínuo.

Eventos como o Afiliados do Brasil de São Paulo são também uma grande oportunidade para você conhecer e contatar diretamente com as principais empresas, agências e publishers do país, estabelecer relações, firmar acordos e parcerias, etc., portanto, não perca esse barco e entre em 2013 com o pé direito!

Abraços!

Artigos
Relacionados

Comentários (23) Interações no Twitter (44)

Gostou desse artigo?

Partilhar Comentar

Tweetar Artigo

  • SEO Madruga

    Paulo, por favor me tire uma dúvida. Publicidade feita dessa maneira no Facebook não fere a política de conteúdo?

    28/01/2013

    Responder
    • Seo, acho que posso responder. Exatamente, ele quis dizer que a tendência é as empresas liberarem este tipo de lead, vindos das redes sociais.

      Não sei qual a política da Amazon, exemplo mostrado, mas é basicamente isso. Ao menos foi o que eu entendi.

      Abraços, Arlindo Armando

      28/01/2013 Arlindo Armando

      Responder
    • Olá SEO Madruga, da forma como nós mostrámos no exemplo em cima, sinceramente não acho. Até porque você tá recomendo algo que os seus usuários curtem, e está apenas dizendo onde é possível comprar. Logicamente, se você fugir à temática da sua fanpage, você vai-se dar mal. Ao contrário, se você der aos seus usuários o que eles procura, você se dará bem e acabará por gerar comissões bem interessantes para a sua página!

      Abraços

      28/01/2013 Paulo Faustino

      Responder
      • Olá Paulo

        Muito interessante o artigo.
        Acredito que o Facebook será uma tendência na internet por muito tempo ainda. Pois já faz um tempinho que o Google+ foi lançado e ainda não chegou muito perto!!

        Abraços, seja sempre um sucesso!

        28/01/2013 Manassés Moraes

        Responder
    • Obrigado Paulo e Arlindo. Minha dúvida surgiu pois no passado a Boobox teve problemas com o Seed que fazia exatamente essa função. Tentaram negociar para continuar usando a ferramenta, e nunca mais tive notícias. Me lembro que na época consultei as políticas, e realmente a divulgação de publicidade "paralela" era restritiva na plataforma como um todo. Bem isso já tem um certo tempo...

      28/01/2013 SEO Madruga

      Responder
  • SEO Madruga

    Corrigindo, quis dizer política de plataforma =)

    28/01/2013

    Responder
  • Pâmela Cavalcante

    Oi, Paulo!

    Ótimo artigo!
    Precisamos estar de olhos nas tendências e ajustar nossas campanhas para ter melhores resultados.
    Já solicitei minha inscrição para o Afiliados Brasil.

    Abraço.

    28/01/2013

    Responder
  • Augusto Banny

    Eu tenho uma página no Facebook que atualmente está com 11.722 membros e estava usando o sistema de afiliados do Lomadee que publica propagandas na página durante o dia.
    Infelizmente eu fui denunciado por SPAM, talvez pelos anúncios não seguirem o assunto da página que é sobre música, mas eu acredito que essa seja sim uma ótima maneira de fazer algum dinheiro extra desde que seja anúncios relacionados ao público alvo da página.

    Parabéns pelo site...

    28/01/2013

    Responder
  • Arlindo Armando

    Fantástico Paulo! A concorrência sem dúvidas vai ser fundamental. Acredito que é a partir do momento que existe a concorrência que o negócio começa a andar.

    Ansioso demais pelo Afiliados Brasil!

    Abraços, Arlindo Armando

    28/01/2013

    Responder
  • José Antonio

    Olá Paulo , que bom poder contar com tanta informação boa a cerca deste assunto, que bom poder ter acesso a esta previsão de melhorias com os programas de afiliados, baseado nestas previsões nós blogueiros conseguiremos nos planejar e nos readequar para uma nova maneira de trabalho com programas de afiliados.
    Abraços

    28/01/2013

    Responder
  • Rafael Oliveira

    Olá Paulo,

    Esperamos que essas tendências realmente se tornem realidade, pois atualmente as campanhas pagam valores muito baixos em grande parte dos casos, o que desmotiva bastante quem está começando nos negócios online,

    Parabéns pelo artigo e farei o máximo para estar no próximo Afiliados Brasil.

    Abraços!

    28/01/2013

    Responder
  • Cláudio Corgozinho

    A questão de afiliados é e continuará a ser, pelo menos por um bom tempo, uma das melhores formas de se monetizar um blog. Resta ver quais empresas vão se estabelecer nesse mercado altamente concorrido.

    28/01/2013

    Responder
  • Lucas

    Programas de afiliados cada vez piores, vejo poucos que paga bem, mas tem alguns que ainda valem a pena.

    28/01/2013

    Responder
  • Mestre dos sites

    Muito bom o artigo Paulo, na verdade nao vejao a hora deles aportarem no Brasil com a amazon afiliados!

    28/01/2013

    Responder
  • Bruno M. Picinini

    É mercado de afiliados ainda tem bastante a oferecer ... Apesar de trabalhar ainda com eles (já trabalhei BEM mais no passado) acredito que é um pouco perigoso - como empreendedor - que o foco esteja somente em afiliados pois essa fonte pode uma hoar se esgotar ..

    Eu acho que um trabalho com algum produto próprio e depois promoção de outros produtos que talvez você não vá produzir ou porque não compete diretamente (ou mesmo que compita diretamente!) como afiliado.

    Enfim "many ways to skin a cat"

    Obrigado pelo artigo :)

    29/01/2013

    Responder
  • Douglas Duilio

    Precisamos mesmo estar a tento e bem informado sobre essas tendências para melhorarmos nossa monetização!

    Ótima postagem. Abraço.

    29/01/2013

    Responder
  • evian

    Paulo acho que a propósito deste post e se quiser manter uma relação de honestidade com seus leitores deveria fazer um update no seu ranking de programa de afiliados pois em 1º lugar tem uma companhia que não está pagando a seus afiliados, não proporciona qualquer forma de contato, pois a disponibilizada (email e telefone) não serve de nada e os afiliados além de não serem pagos não recebem qualquer explicação para o sucedido. Portanto eu acho que deveria atualizar seu ranking uma vez que está dessa forma (indiretamente) enganando seus leitores.

    29/01/2013

    Responder
  • Valter Sousa

    Se todos os programas de afiliados seguissem a qualidade e seriedade do Google Adsense, seria um sonho. Reclamações como a do Evian acima continuam e, como se vê, há disparidades. É só pesquisar na blogosfera. Espero que as previsões sobre expurgar esse mercado se concretizem para podermos trabalhar sossegados e motivados em parceira com os programas de afiliados.

    Mas são boas notícias, Paulo, e só temos a agradecer pela sua postura ativa e construtora nesse segmento.

    29/01/2013

    Responder
  • Moisés Santos

    Paulo, mais um ótimo artigo!


    Realmente as empresas ainda pagam pouco aos seus afiliados ,sem contar algumas que tratam os afiliados como algo insignificantes ,send oque são eles os maiores responsáveis pelo seu sucesso.

    Outro ponto importante são as empresas concorrentes, acredito que com esse crescimento, todos nós seremos beneficiados, pois com mais oportunidades no mercado, certamente estaremos propensos a escolher as melhores empresas para trabalharmos.

    As redes sociais também já são consideradas como uma grande aliada para nossos negócios.
    Não podemos fechar os olhos para essa nova tendência que já conquistou seu espaço e vem provando que veio para ficar. Abraços e sucesso!

    31/01/2013

    Responder
  • Paulo Alexandre

    Muito bom seu artigo Paulo!

    Informações valiosas para nós

    Forte abraço!

    06/02/2013

    Responder
  • Rodrigo Henrik

    Excelente artigo Paulo, continue compartilhando seus conhecimentos conosco, espero te ver lá no Afiliados Brasil, acredito que será um grande sucesso! Parabéns!

    07/02/2013

    Responder
  • Adri

    Muito boa reportagem. Aqui no Brasil, tem muito a se aprender sobre este mercado de afiliados. Quem tem trabalho tradicional não acredita nestas oportunidades. Aos poucos as pessoas estão se informando e aprendendo mais sobre o assunto. Obrigada.

    18/02/2013

    Responder
  • Rodrigo Martins

    Muito bem escrito e pertinente seu artigo. Apesar de trabalhar em uma empresa de afiliação como designer , sou também um afiliado, e ainda me falta experiência nesse mercado, estou buscando me aperfeiçoar como afiliado e vejo que encontrei uma fonte de boa informação. Ainda mais porque estou para lançar uma vitrine virtual com os produtos dos sites parceiros do programa.

    O programa do qual eu faço parte, inclusive para que você possa pesquisar e conhecer é http://www.risesocialcommerce.com.br
    Sou suspeito de falar bem do mesmo, pois trabalho lá. Mas fica como dica de um afiliado que a cada dia que passa, vê grandes possibilidades nesse mercado.

    Abs.

    08/04/2013

    Responder

Deixe seu comentário

Seu Gravatar

Para você partcipar dessa lista tem de estar cadastrado no Twitter. Cadastre-se agora!

Rede Escolas Plus

  • Psicologia

    Artigos sobre Psicologia, Motivação e muito mais, de uma forma prática e simples que lhe permitem melhorar a sua vida pessoal e profissional.

  • Criatividade

    Melhore a sua Criatividade através de tutoriais de desenvolvimento web, webdesign, dicas de inspiração, e muito mais.

  • WordPress

    Torne seu WordPress numa verdadeira máquina com nossos artigos, templates exclusivos, plugins e tutoriais totalmente em português.

  • Freelancer

    Arrisque em sua carreira de Freelancer seguindo nossas estratégias, dicas e recomendações, e leve seu negócio ao sucesso já hoje.

  • Apostas

    Gostava de ganhar dinheiro com seus palpites sobre esportes? Siga nossos tutoriais e dicas sobre como fazer apostas esportivas.

Subscribe to our mailing list

* indicates required Primeiro Nome * Endereço de Email *