Conversion Hero

5 coisas que você tem que abolir na otimização de conversão

Atualmente nos encontramos em um mundo cada vez mais desafiador. Parece que não existe nada para inventar, não existe nenhum trabalho bom e rentável, não existe espaço na internet e nada vende ou converte. Parece… Mesmo que a tecnologia e as ferramentas que temos à disposição estejam melhorando, ainda temos vários problemas para enfrentar: o custo para investir em tecnologia (nesse caso, ferramentas de análise), o ambiente extremamente competitivo da internet, a dificuldade em construir uma comunidade entorno de um negócio online, a análise cada vez mais criteriosa de nossos leitores, etc. Tudo isso contribui para deixar nossos objetivos ainda mais difíceis de serem alcançados.

Observando esse cenário, melhorar a taxa de conversão não é apenas um trabalho agradável de se fazer, mas uma necessidade absoluta para nós que estamos no meio online. Lembro que o meu artigo que fez mais sucesso aqui na Escola Dinheiro foi exatamente sobre como melhorar a conversão. Embora eu tivesse falado do Hotmart, a essência é interligar tudo de maneira que o leitor chegue ao site de venda e sinta vontade de comprar. O maior problema é que a grande maioria das pessoas não analisa o comportamento de seus visitantes, de onde estão vindo, para onde estão indo ou em que links estão clicando. Apenas dizem que o site não converte. Mas não converte por que? É importante lembrar que quem mantém nosso site somos nós mesmos, então somos responsáveis por seu sucesso ou fracasso.

Otimizar Conversão

De qualquer forma, tenho certeza que você tenta sempre melhorar seus resultados. Faz praticamente tudo para converter mais e muitas vezes nada funciona. Os resultados continuam os mesmos e a forte dependência de mecanismos como o Google para ganhar dinheiro, também. O grande ponto é que provavelmente algumas falsas ideias sobre a conversão vêm atrapalhando seus resultados.

Nesse artigo quero falar um pouco sobre algumas ideias erradas que fazem com que a conversão não venha, você fique frustrado e perca o ânimo de trabalhar pela internet. Pode ser que você nem se encaixe em todos esses itens, mas um ou dois já podem atrapalhar bastante.

1. Eu já conheço meu mercado ou público-alvo

Essa é uma ideia muito comum entre todos na internet. Quando comecei a blogar, raramente parava para pensar em quem estava lendo meus textos e quem compraria um produto que recomendasse. Eu simplesmente escrevia o que vinha na minha cabeça, alterava o blog conforme o meu interesse e oferecia os produtos que rendessem comissões maiores. Nada importava, somente a minha satisfação.

Pensa comigo, nós escrevemos texto para nós mesmos? Nós vendemos produtos para nós mesmos? Então, temos que pensar em quem? Em nosso público e em nosso mercado de atuação. Quem vai absorver os textos que eu escrevo: pessoas interessadas em criar um blog, interessadas em ganhar dinheiro, interessadas em redes sociais, interessadas em viagens, interessadas em passagens aéreas etc.? Seja específico. Qual mercado meu negócio atinge: turismo em geral (viagens, passagens aéreas, hotéis), alguma coisa específica sobre turismo (apenas passagens aéreas, apenas pacotes de viagem, apenas hotéis), monetização em geral (ações, opções, venda de bijuteria, venda de roupas, forex, monetização de blogs com adsense e hotmart), monetização pela internet (monetização de blogs com adsense e hotmart, venda de produtos próprios, venda de publicidade direta). Se seu mercado é X, mas você fala sobre Y a conversão não será boa porque seu público não quer Y.

2. Otimizar conversão significa colocar botões e links

Quando falamos em otimização de conversão logo vem à cabeça colocar links de um lado, imagens bonitas de outro, botões e chamadas à ação (call to action). Dessa forma, grande parte das pessoas que tentam otimizar seus sites travam em algo muito maior: o próprio site.

Para otimizar um site com o objetivo de aumentar suas conversões, é necessário analisá-lo como um todo. Não adianta pegar meia dúzia de artigos, alterar o texto e incluir imagens e links. É preciso levantar todos os artigos mais relevantes, e que recebem maior tráfego, e reescrevê-los para influenciar o leitor. É preciso levantar todas as imagens, que a principio deveriam passar uma mensagem ao leitor, e recriá-las para que essa mensagem seja efetivamente passada. É preciso remodelar itens criativos, como os botões, de maneira que se integrem ao site e passem profissionalismo. Enfim, o trabalho de otimização é muito maior do que fazer algumas coisinhas. O pensamento “otimizar conversão significa colocar botões e links” apenas atrasa os resultados.

3. Se eu copiar um grande site terei a mesma taxa de conversão

Essa é talvez a maior besteira a se pensar na internet. Falo isso por experiência própria, pois já fiz e perdi muito tempo e dinheiro. Inclusive, hoje acompanho de perto pessoas que copiam integralmente as ideias dos meus sites e tem péssimos resultados. O motivo para isso é simples. Meu público é um porque eu sou eu. Seu público é outro porque você é você. Eu escrevo de uma forma e gosto de imagens de um certo tipo. Você escreve de outra forma e gosta de imagens de outro tipo.

Copiar o layout ou exatamente a forma de trabalhar de outro empreendedor online não nos fará termos os mesmos resultados do que ele porque vários fatores influenciam na hora da conversão. Talvez o ponto mais importante seja a credibilidade que cada um tem frente ao leitor. Isso é totalmente subjetivo e impossível de explicar, basta saber que quanto mais o leitor confia em você, mais conversões você terá.

Ebook Exercícios para blogueiros

4. Basta eu escrever bem que o resto não importa

Esse é outro erro muito comum que nós podemos evidenciar aos montes pela internet. Quantos sites maravilhosos com conteúdo ruim existem? Centenas. Quantos sites horríveis com conteúdo ótimo existem? Centenas. Quantos sites horríveis e com conteúdo péssimo existem por ai? Milhões.

É muito comum não nos preocuparmos com uma coisa, pensando que compensamos na outra, mas no final não fazemos nada bem. Algumas vezes pensamos que escrevemos artigos sensacionais e por isso não precisamos cuidar do layout. Outras vezes criamos layouts incríveis sendo que nosso conteúdo é fraco. O que mais existe por ai são pessoas que não tem humildade para admitir que o conteúdo do site é fraco e ainda consideram que o layout é maravilhoso. Isso, infelizmente, é um terrível erro. No final das contas o conteúdo acaba sendo muito ruim e o layout também. Como alguém vai acreditar e comprar um produto recomendado por um site assim?

Nesse momento, o legal é ter humildade para admitir: meu conteúdo está muito fraco, tenho que melhorar. Ou então: meu layout está pouco profissional, tenho que melhorar. Enquanto isso não acontecer, as conversões sempre serão meia boca.

5. Otimização de conversão significa usar os instintos para adivinhar o que testar

Não! Para aumentar os rendimentos você precisa se basear em números, não no seu instinto. Você já deve ter ouvido aquela famosa frase: “contra fatos não há argumentos”. Pois é, só podemos provar algo através de evidências, e ponto! Como vou discutir com os dados do Google Analytics? Vou falar que estão errados? Que um artigo não recebeu 2 visitas, mas 500?

Antes de investir tempo para otimizar um artigo, temos que ter certeza de que ele recebe boas visitas. E isso nós fazemos através de fatos, números, evidências (nesse caso, é tudo a mesma coisa) que o Google Analytics nos dá. Antes de escolher entre um banner e outro, temos que fazer testes A/B com pelo menos 3 modelos. Antes de escolhermos o melhor call to action temos que monitorar o que gera melhores resultados. Só assim podemos aumentar de verdade nossos rendimentos.

Conclusão

Tentar otimizar um site para aumentar as conversões sem saber o que fazer é como dar um tiro no escuro. Você terá um trabalho enorme que possivelmente não lhe trará nenhum resultado. Da mesma forma, acreditar nesses cinco pontos é como dar soco em ponta de prego.

Resumindo…

  • Tenha certeza de que já conhece tanto seu mercado quanto seu público-alvo.
  • Otimizar para conversão é muito mais do que simplesmente colocar links e botões.
  • Copiar o que os outros fazem dificilmente trará os mesmos resultados.
  • Tanto o conteúdo quanto o layout são importantes quando o assunto é conversão.
  • Quando for tomar decisões confie somente nos fatos.

E você, o que faz para converter mais?

Abraço,
Anderson Chipak

Artigos
Relacionados

Rede Escolas Plus

  • Psicologia

    Artigos sobre Psicologia, Motivação e muito mais, de uma forma prática e simples que lhe permitem melhorar a sua vida pessoal e profissional.

  • Criatividade

    Melhore a sua Criatividade através de tutoriais de desenvolvimento web, webdesign, dicas de inspiração, e muito mais.

  • WordPress

    Torne seu WordPress numa verdadeira máquina com nossos artigos, templates exclusivos, plugins e tutoriais totalmente em português.

  • Freelancer

    Arrisque em sua carreira de Freelancer seguindo nossas estratégias, dicas e recomendações, e leve seu negócio ao sucesso já hoje.

  • Apostas

    Gostava de ganhar dinheiro com seus palpites sobre esportes? Siga nossos tutoriais e dicas sobre como fazer apostas esportivas.